Províncias

Mulheres aprendem a descobrir aptidões

Adolfo Mundombe / Huambo

O Gabinete da Acção Social, Família e Igualdade do Género do Huambo, em parceria com a Organização Não Governamental Visão Mundial, prevê capacitar nos 11 municípios da província, em mais de 300 líderes, com vista a identificar as aptidões das mulheres empreendedoras nas zonas urbanas e rurais.

Centenas de mulheres participam na formação
Fotografia: Santos Pedro|Edições Novembro

A representante da Visão Mundial em Angola, Glória Miti, disse que participam, na acção formativa 60 mulheres dos mais vários estratos sociais.
“Elas vão apreender como identificar as aptidões de cada membro da família, concretamente o que as pessoas podem fazer para desenvolverem pequenos negócios, mesmo com poucos recursos”, disse.
Glória Miti, que também é formadora, sublinhou que, em primeiro lugar, é necessário identificar as habilidades das pessoas, pois muitas têm dom que elas próprias não conseguem identificar, razão pela qual foi criado este programa para ajudar às mulheres das comunidades, para que elas possam mudar de vida, tirando partido das suas potencialidades.
O administrador municipal do Huambo, João Figueiredo, disse que este programa de formação vai contribuir para o empoderamento das mulheres de forma a torná-las cada vez mais activas na criação de pequenos negócios.
As acções de capacitação de mulheres têm também como propósito, de acordo explicação da representante da Visão Mundial, equipar, mobilizar e orientar as comunidades, para que sejam autosuficiente.
“O propósito é tornar as mulheres das comunidades rurais agentes da mudança e impulsionadoras da transformação socioeconómica e cultural”, disse Glória Miti.

Tempo

Multimédia