Províncias

Onda de desmaios em escola do Canhe

Justino Vitorino | Chinjenje

Pais e outros encarregados de educação estão preocupados com os desmaios de 70 alunos da Escola Missionário do Canhe, que tiveram de ser assistidos no banco de urgências do Hospital Geral do Huambo.

O director do banco de urgências, Felix Ulica, afirmou ao Jornal de Angola que os exames não detectaram qualquer elemento estranho no organismo das 70 vítimas, 65 das quais do sexo feminino.
Alguns encarregados de educação disseram ao Jornal de Angola que as crianças após terem tido alta desmaiaram em casa, situação  que consideram preocuapnte, daí terem solicitado as autoridades da província no sentido de manter a vigilância nas escolas para evitar este tipo de situaç~oes.
Em Julho, seis alunas da escola do II ciclo do ensino secundário Joaquim Kapango, também na cidade do Huambo, desmaiaram em plena sala de aulas por razões desconhecidas.  As seis crianças apresentavam problemas de respiração, irritação na garganta e nos olhos, bem como tosse. A directora da escola onde se verificaram agora os desmaios, Domingas Bimbi, disse que não era a primeira vez que aconteciam casos de género e lembrou os que se registaram numa actividade no anfiteatro.

 Casas para jovens

Das cem casas sociais em construção no Chinjenje destinadas a jovens, 32 são entregues em Outubro, afirmou o administrador municipal.
No quadro do Programa de Desenvolvimento Rural e de Combate à Pobreza, o município do Chinjenje foi contemplado com cem casas sociais.
Também estão em construção na localidade, igualmente no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural e de Combate à Pobreza, 20 casas no sector de Wayanga.
A prioridade na atribuição de casas é dada a jovens e trabalhadores dos sectores da Saúde e da Educação que vivem no município.
No município deo Chinjenje      estão também em construção um recinto polidesportivo e um refeitório e a ser reabilitada a Biblioteca Municipal, cujas obras ascendem a mais de 27 milhões de kwanzas.







Tempo

Multimédia