Províncias

Parteiras tradicionais em formação

Juliana Domingos | Huambo

Parteiras tradicionais estão a ser capacitadas desde quinta-feira, na cidade do Huambo, com vista a melhorar a prestação de serviços nas comunidades.

O director da Escola Técnica de Saúde, Castro Chiumbo, disse que o curso tem por objectivo reduzir os índices de mortalidade materno-infantil nas comunidades e melhorar a prestação dos serviços a nível das unidades sanitárias da província.
Além de prestar serviços nas suas comunidades, as parteiras tradicionais auxiliam também as actividades de parto nos centros e postos de saúde, nos bairros e aldeias.  O desempenho das parteiras na assistência médica e medicamentosa, prevenção e nas actividades de parto foi reconhecido, o que tem contribuído para a redução dos índices de mortalidade materno infantil.
“Com a especialização de mais de 30 parteiras pretende-se também dar oportunidade ao aumento do nível académico dos quadros, com maior realce para as parteiras tradicionais, que também vão ter a possibilidade de fazer formações com os outros técnicos especializados na matéria”, frisou o responsável.
O director da escola disse que os técnicos vão servir melhor os estabelecimentos sanitárias.
A nível da província do Huambo, o sector da Saúde realiza várias acções de formação, para dotar de conhecimentos teóricos e práticos todos os quadros ligados ao sector.
Diversas acções de formação estão em curso com vista a diminuir os índices de mortalidade.
O Governo Provincial pretende reabilitar e construir mais unidades sanitárias, admitir técnicos de saúde e ampliar os cursos de especialização de parteiras tradicionais.
O segundo curso de especialização de parteiras tem a duração de 18 meses e conta com a participação de  técnicas de saúde dos 11 municípios da província.

Tempo

Multimédia