Províncias

Parteiras tradicionais fazem formação

Tatiana Marta | Huambo *

As parteiras tradicionais prestaram assistência médica, durante o ano transacto, a mais de 13 mil parturientes em toda a província do Huambo, disse ontem aos jornalistas Arão Chipindo, supervisor provincial das parteiras tradicionais.

Parteiras tradicionais durante o fim de um curso de superação
Fotografia: Jornal de Angola

As parteiras tradicionais prestaram assistência médica, durante o ano transacto, a mais de 13 mil parturientes em toda a província do Huambo, disse ontem aos jornalistas Arão Chipindo, supervisor provincial das parteiras tradicionais.
Arão Chipindo acrescentou que foram formadas, também, em 2010, 100 novas parteiras e distribuídos 880 kits de trabalho, pela Direcção Provincial da Família e Promoção da Mulher, para aumentar a capacidade da assistência nas comunidades.
Com a formação de mais 100, nos municípios do Bailundo e Catciungo, a província conta com um total de 1.413 parteiras tradicionais, distribuídas em todos os municípios.
Para este ano, o supervisor provincial disse que vão realizar acções de formação de novas parteiras nos municípios de Bailundo, Catchiungo, Huambo e na comuna da Calima.
As acções de formação das parteiras tradicionais contam com o apoio da direcção provincial da Família e Promoção da Mulher, administrações municipais e da ONG Save The Children.

Programa de combate

 O programa integrado de combate à malária da Igreja Anglicana em Angola, implementado desde 2007 no município de Mucaba, Uíge, está a apresentar resultados satisfatórios, fruto do uso correcto de mosquiteiros e outras medidas levadas a cabo pela população, soube na segunda-feira a Angop.
O coordenador para a informação comunitária do referido programa, David António Sunda, disse que para continuar com a mesma dinâmica, foi desenvolvida, na semana passada, uma acção formativa de 15 agentes comunitários afectos ao programa, sobre as novas técnicas de seguimento do uso de mosquiteiros tratados com insecticida.
O programa conta com alguns clubes juvenis e grupos de teatro que, ainda este ano, podem vir a participar num seminário de formação. David António Sunda pediu à população para continuar a usar os mosquiteiros impregnados com insecticida e evitar a acumulação de lixo próximo das residências, para se evitar a multiplicação dos mosquitos.
Por seu turno, os agentes comunitários das localidades de Lussenga, Quinzala-Velho e Caondo, afirmaram haver uma boa colaboração com os munícipes quanto ao seu serviço de sensibilização nas comunidades, tendo reforçado o apelo para que a população continue a cumprir as medidas de prevenção.
O município de Mucaba possui uma comuna, seis regedorias, e a sua população é estimada em cerca de 80 mil habitantes.

Vacinadas  contra o tétano

O centro de saúde Valódia II, no Namibe, vacinou 2.417 mulheres em idade fértil contra o tétano e a febre-amarela, ao longo de 2010.
O administrador do centro, Samuel Daniel Cinco Reis, adiantou que foram imunizadas 1.847 crianças contra a poliomielite, enquanto 503 mulheres aderiram a consultas de planeamento familiar.
O centro atende diariamente 35 pacientes no banco de urgência e 65 em consultas externas, tendo realizado, durante o ano transacto, 404 partos, dos quais 10 nados mortos. No total, foram ainda atendidos 24.857 pacientes, menos 150 do que em 2009, com seis óbitos, 1.287 internamentos, 20.908 análises laboratoriais.

* com a Angop

Tempo

Multimédia