Províncias

Planalto Central traça estratégia das acções

Juliana Domingos | Huambo

O governador provincial do Huambo exortou, na terça-feira, os principais parceiros sociais, entre igrejas, partidos políticos e membros da sociedade civil a arregaçarem as mangas e trabalharem com dedicação e responsabilidade para melhorar as condições básicas da população.

Um pormenor da cidade do Huambo que aos poucos vai recuperando a sua imagem real
Fotografia: Francisco Lopes|Huambo|EDIÇÕES NOVEMBRO

Ao falar durante a reunião com os parceiros sociais, João Baptista Kussumua, admitiu ser importante haver mais trabalho, para permitir o desenvolvimento e a diversificação da economia na região, pois, referiu que este constitui um dos grandes desafios do governo da província para os próximos anos.     
“Cada um de nós é obrigado a fazer algo para o progresso da nossa cidade e contribuir na execução dos projectos traçados em todos os municípios”, encorajou, acrescentando que estão previstos vários programas, entre os quais o de recuperação das áreas turísticas existentes na província, requalificação de passeios e lancis, da estufa-fria,  do centro da cidade, para dar uma boa imagem e atrair mais visitantes.
Informou que, quanto ao Orçamento Geral do Estado aprovado para este ano, foram cabimentados para a província 66.4 mil milhões de kwanzas e disse que, deste valor, a maior parte será canalizada aos sectores da Educação e da Saúde, cada com 50 por cento. O Governo do Huambo dá primazia aos sectores da Educação, Saúde, Energia e Águas, Habitação, saneamento básico, Agricultura, Indústria, assim como a outros serviços que concorrem para o desenvolvimento harmonioso da província.
O governador pediu aos presentes ao encontro, membros do Governo, trabalhadores e funcionários públicos para pautarem pela responsabilidade e dedicação nas tarefas que lhes foram incumbidas.
“Os desafios actuais requerem uma outra forma de ser e de estar. A nova imagem que a cidade do Huambo está a ganhar deixa-me confiante, por isso contamos convosco e contem comigo também, pois a união faz a força. Todos unidos venceremos os desafios", sustentou. Os parceiros sociais sugeriram também a reabilitação das vias secundárias e terciárias que ligam as comunas, a aproximação dos serviços de saúde aos cidadãos, assim como a construção de rampas nos locais públicos e de lazer, para facilitar a locomoção de pessoas portadoras de deficiência.

Tempo

Multimédia