Províncias

Portadores de deficiência em projectos rentáveis

Cerca de 840 mil kwanzas foram investidos, recentemente, pela Associação Nacional de Deficientes Angolanos (ANDA) na aquisição de antenas parabólicas do tipo UAU a serem montadas nas províncias do Huambo e Benguela, disse, à Angop, o presidente da corporação, Silva Lopes Etiambulo.

Cerca de 840 mil kwanzas foram investidos, recentemente, pela Associação Nacional de Deficientes Angolanos (ANDA) na aquisição de antenas parabólicas do tipo UAU a serem montadas nas províncias do Huambo e Benguela, disse, à Angop, o presidente da corporação, Silva Lopes Etiambulo.
O responsável da ANDA afirmou que o investimento está enquadrado no desenvolvimento dos projectos “Liga e Veja” e  “Liga-Liga”, que têm o apoio do Sistema de Comunicação por Satélite (Infrasat) e do Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação.
As antenas na província do Huambo, sublinhou, são montadas por sete portadores de deficiência, formados em electrónica, e em Benguela por três.
 Silva Etiambulo anunciou que no fim-de-semana foram montadas, na cidade do Huambo e no município do Mungo, 15 antenas parabólicas, com 12 canais cada uma, que vão ter a assistência técnica da Infrasat.
 O presidente da ANDA manifestou-se satisfeito pelo apoio que os projectos têm recebido do Infrasat e do Ministério das Telecomunicações  e Tecnologias de Informação  e pediu a outros organismos que sigam o exemplo, pois, frisou, acções destas contribuem para a diminuição do índice  de desempregados portadores de deficiência.
Os projectos “Liga e Veja” e “Liga-Liga” começou em Fevereiro, com o intuito de inserir os portadores de deficiência no mercado do trabalho. A Associação Nacional de Deficientes Angolanos está igualmente apostada na formação técnico-profissional dos membros.

Tempo

Multimédia