Províncias

Professores capacitados sobre o uso de tecnologias

Filipe da Silva| Huambo

Professores do ensino primário da província do Huambo participam, desde  terça-feira, até ao dia 24 deste mês, numa acção formativa sobre tecnologias de informação e comunicação (TIC), no âmbito da implementação do projecto de informatização das escolas.

Computadores portáteis serão fixados em cada uma das salas de aula das escolas seleccionadas a nível da província
Fotografia: Filipe da Silva|Huambo|Edições Novembro

Promovida pela empresa Meu Kamba, em parceira com o Ministério da Educação, pretende-se com esta acção formativa capacitar os professores sobre o uso das TIC no processo de ensino e aprendizagem, para substituir paulatinamente os métodos tradicionais de ensino.
Durante  o curso, os professores vão aprender o domínio dos softwares Inercasa, Meu Corpo Huambo 3 D e o MitoWare, como uma plataforma multimédia do reforço à interacção entre alunos e professores nas escolas, bem como contribuir para o aproveitamento académico dos alunos.
O administrador da empresa Meu Kamba, Francisco Pedro, disse ser um projecto de inclusão digital, implementado em 2014, como resultado da convergência entre o Ministério da Educação e a instituição empresarial, com o objectivo de levar a tecnologia de informação e de ponta no sistema de ensino, sobretudo nas classes iniciais. O plano, realçou, inclui todo o sistema de ensino, uma vez que nos computadores Meu Kamba, expressão que significa meu amigo, estão incorporados os conteúdos programáticos, abrangendo a preparação da aula, avaliações e testes em tempo real de língua portuguesa, matemática e ciências da natureza. “É importante dizer que o computador produzido pela empresa Meu Kamba tem consigo textos, software de ensino e manuais, de acordo com o Ministério da Educação. Este processo facilita os professores a ensinar o currículo normal, a partir do sistema de informação, onde os alunos vão ter acesso aos computadores e encontrar neles os vídeos, para fazer os exercícios e interagir com os docentes, na base de um modelo de ponta em que não existe diferença com os dos países avançados”, explicou. De acordo com Francisco Pedro, o projecto tem como principal objectivo a inserção das tecnologias de informação e comunicação, bem como a sua familiarização no ensino primário, tendo como grupo alvo os alunos da 5ª e 6ª classes. Na província do Huambo, foram seleccionadas 16 escolas.
Tal iniciativa entre a empresa Meu Kamba e o Ministério da Educação visa tornar o aluno do ensino primário mais competitivo, de modo a dar resposta em tempo real e com maior eficiência, além de habilitar crianças de famílias com renda baixa a ter acesso ao computador, facto que, em condição normais, não poderiam ter, combatendo, por via disso a exclusão digital.
Para isso, esclareceu que os 45 computadores portáteis serão fixados em cada uma das salas de aula das 16 escolas seleccionadas na província, de onde, por sua vez, os alunos vão exercitar e deixá-los na turma para, posteriormente, se estudar a possibilidade de os pais poderem adquirir os computadores, de maneira a que o discente possa continuar a fazer os exercícios em casa. 
O projecto de informatização das salas de aula contempla, além do Huambo, as províncias de Luanda, Bengo, Cuanza Norte, Uíge, Cuanza Sul, Namibe, Cuando Cubango, Bié, Cunene e Benguela.

Tempo

Multimédia