Províncias

Professores fantasmas detectados no Huambo

Justino Victorino | Huambo

As acções de registo realizadas pelo sector da Educação, desde a segunda semana deste mês, detectaram já a existência de pelo menos 23 professores do regime geral do município do Longonjo, no Huambo, que andam ausentes das escolas há vários meses.

O chefe do sector dos recursos humanos da Direcção Provincial da Educação, Tiago Cangombe, referiu que a existência de professores fantasmas e de outros com dupla efectividade tem causado constrangimentos no actual exercício do sistema financeiro.
Para inverter este quadro, a Direcção Provincial da Educação, através da sua área de recursos humanos, realiza um processo de registo dos professores dos 11 municípios. A acção de inspecção, que termina ainda este mês, visa igualmente provar quantos professores existem naquela parcela da província  do Huambo, onde se encontram e que nível de escolaridade possuem.
Tiago Cangombe asseverou que todos os casos de professores da região que estão há mais de um ano sem se apresentarem nos locais de serviço vão ser encaminhados às instâncias superiores.

Tempo

Multimédia