Províncias

Programa de consultas gratuitas chega às comunidades do Bongo

Tatiana Marta | Bongo

Os habitantes do sector do Bongo, município do Longonjo, Huambo, beneficiaram pela primeira vez de consultas gratuitas no âmbito do projecto Uhayele Vimbo (Saúde na Aldeia), do governo provincial para levar a saúde às povoações mais distantes dos centros urbanos.

Serviços de saúde são levados às povoações mais distantes dos centros urbanos
Fotografia: Francisco Lopes

Durante a campanha, os técnicos de saúde disponibilizam às populações serviços de consultas de medicina geral, pediatria, planeamento familiar, obstetrícia e ginecologia, serviços de estomatologia, oftalmologia e cancro da mama. Fazem igualmente aconselhamento e testes de Sida. Também medem a tensão arterial e o açúcar e glicemia.
A campanha é realizada quinzenalmente em várias comunidades seleccionadas nas ombalas, comunas e municípios onde são, igualmente, distribuídos mosquiteiros tratados com insecticida de longa duração e distribuídos medicamentos.
O director da Saúde no Huambo, Frederico Juliana, explicou que o projecto “Uhayele Vimbo” contribui para a erradicação de doenças nas comunidades e contribui para a sensibilização das populações rurais sobre os cuidados primários de saúde. Permite aproximar os serviços básicos de saúde à população rural diminuindo a distância com os postos e centros de saúde e promove a prevenção das doenças. O projecto “Uhayele Vimbo” conta com a parceria da empresa Amosmid, uma equipa de médicos cubanos, projecto Força Saúde, Mentor, Cruz Vermelha de Angola, Organização Mundial da Saúde, projecto anti-larval, Visão Mundial, Odebrecht, clínicas, centros de saúde privados e da Repartição de Saúde das Forças Armadas. O pastor da missão do Bongo, Colino Gomes, saudou a iniciativa e pediu o regresso dos técnicos de saúde à localidade do Bongo
Devido à falta de unidades sanitárias no Bongo a população percorre diariamente 15 quilómetros até ao Longonjo, à procura de assistência médica.

Tempo

Multimédia