Províncias

Recomendado mais cuidado com crianças

Tatiana Marta | Huambo

A chefe do departamento de Saúde Pública da província do Huambo, Jorgina Figueiredo, recomendou às pessoas que tenham mais cuidado e procurem os serviços médicos sempre que notem algum sintoma de febre durante o cacimbo.

As doenças mais frequentes nesta época de cacimbo afectam principalmente as crianças
Fotografia: Dombele Bernardo

A médica alertou que nesta época, iniciada no dia 15, as doenças mais frequentes são as respiratórias, como a pneumonia, asma, gripe, conjuntivite e bronquite, que afectam principalmente crianças e idosos.
Como medidas de prevenção, a médica aconselhou a utilização de agasalhos e a ingestão de água, sumos, chá, fruta e mel. Além disso, aconselhou as mães a manterem os filhos afastados da água, já que muitas crianças gostam de brincar com ela, e andarem agasalhados, principalmente na parte superior do corpo, para evitar o surgimento de doenças respiratórias agudas, uma das principais causas de mortalidade infantil nesta época.
A Direcção Provincial da Saúde Pública do Huambo tem todas as condições criadas para acudir a eventuais situações de epidemias nos hospitais, centros e postos de saúde.
“Nesta época de cacimbo, a grande preocupação deve ser a de ter o máximo cuidado com a saúde, principalmente das crianças e algumas pessoas idosas, vestindo roupa apropriada para a época”, alertou a especialista.
Numa ronda por algumas farmácias, lojas e boutiques da cidade, o Jornal de Angola constatou que a procura começa a aumentar nestes estabelecimentos comerciais, fundamentalmente de roupas mais fortes, como casacos, blusas, samarras, cobertores, luvas, toucas e alguns medicamentos para prevenção contra as doenças associadas à época.
A farmacêutica Julieta Abraão confirmou o aumento da procura de medicamentos para a gripe, tosse e sinusites alérgicas e garantiu que a sua farmácia está preparada para responder à procura e suprir as necessidades dos clientes. Os preços mantêm-se e os medicamentos mais procurados são o Cêgripe, à base de paracetamol, os broncodilatadores, Antigripine, as gotas nasais e as atrevinas para as sinusites alérgicas.
O técnico de farmácia Paulo dos Santos afirmou que o seu estabelecimento não se preocupa só com a época do cacimbo, embora alguns medicamentos saiam apenas nesta estação. A sua farmácia, garantiu, está cheia de medicamentos para atender as necessidades dos clientes.
“Temos medicamentos para atender todos os tipos de doenças propícias na época do frio”, referiu. Como farmacêutico, aconselha a consulta médica e não a automedicação.
“As pessoas devem procurar sempre ajuda médica e só em casos de gripes leves e constipações recorrer às farmácias. Temos os antigripais, o soro fisiológico e alguns descongestionantes nasais”, disse o técnico de farmácia Paulo dos Santos.
Para as crianças, que são mais vulneráveis a esta época, aconselha o uso de soro fisiológico para casos ligeiros, o consumo de muita água, de preferência natural, e o agasalho.
O gerente de uma boutique do mercado do Imalaia, João Tchipa, disse que tem uma nova remessa de roupa e vende muito bem nesta época de cacimbo.

Tempo

Multimédia