Províncias

Reforçado apoio às pessoas necessitadas

Juliana Domingos| Huambo

O Governo Provincial do Huambo vai continuar a reforçar a execução de políticas destinadas a melhorar a condição social dos desfavorecidos, principalmente crianças e idosos, garantiu a directora da Assistência e Reinserção Social.

Idosos têm um acompanhamento por técnicos da saúde e realizam várias actividades
Fotografia: Nuno Flash

O Governo Provincial, afirmou, está apostado em realizar cada vez mais acções para proteger a criança e o idoso, dando-lhes o essencial para conseguirem uma inserção digna na sociedade.
Maria Lucília disse que as prioridades este ano são os programas de apoio social a idosos, pessoas vulneráveis, crianças, portadoras de deficiências e vítimas de calamidades naturais.
O Governo Provincial, em parceria com algumas instituições de solidariedade e religiosas, tem realizado várias actividades nas comunidades, que permitem que 3.600 idosos recebam permanente uma cesta básica de alimentos e bens de higiene.
A província tem seis lares de idosos, metade em regime de internato e a outra em regime semi-internato.
A directora provincial lamentou que muitos idosos saiam de casa por serem vítimas de maus-tratos e acusações de feitiçaria e sofrerem de doenças, como esquizofrenia perturbações mentais, sem terem apoio dos familiares. Nos lares, disse, os idosos têm um acompanhamento completo por técnicos da saúde e realizam actividades, como prática peças artesanato e costura, que funcionam como terapia.
Maria Lucília queixa-se do número reduzido de trabalhadores no sector por alguns se terem reformado e outros ido para outros empregos.  Face à situação, afirmou que se vai que a sensibilizar as famílias para a importância e vantagens para todos dos idosos permanecerem em casa.
Em vez de construirmos lares, referiu, queremos que os idosos vivam em casa com os filhos, netos ou membros da sua família Maria Lucília sublinhou que muitas crianças que sofrem violência doméstica procuram a rua para sobreviver, adquirindo práticas pouco dignas, como roubos, consumo de drogas e prostituição.

Tempo

Multimédia