Províncias

Reforçado combate às doenças tropicais

Tatiana Marta | Huambo

A luta contra as doenças tropicais negligenciadas na província do Huambo vai ganhar outro impulso, nos próximos dias, depois de ter sido iniciado sexta-feira o Programa de Mapeamento Coordenado da Oncocercose, Loa Loase e outras enfermidades.

Panorâmica da cidade do Huambo onde foram traçadas novas estratégias para o combate às doenças tropicais negligenciadas
Fotografia: Francisco Lopes | Huambo

A iniciativa do Executivo conta com a colaboração da Organização Mundial da Saúde (OMS) e erradicar, até ao ano 2020, as doenças tropicais negligenciadas por constituírem um grande impedimento ao desenvolvimento económico e social da região e do país.
O vice-governador do Huambo para o Sector Político, Guilherme Tuluca, disse que o Governo Provincial, através da sua direcção de Saúde, está fortemente empenhado no cumprimento das orientações superiores, visando a eliminação destas doenças na região, que ainda representam um problema de saúde pública e um obstáculo para o bem-estar da população.
Para a execução deste programa, foram seleccionados nove municípios e 13 aldeias, sendo duas no Bailundo e igual número na Caála, Londuimbali, Chicala Choloanga e Mungo e uma no Huambo, Ucuma e Longonjo.
Os resultados finais do mapeamento vão permitir ao Ministério da Saúde elaborar uma estratégia nacional para a eliminação das doenças tropicais negligenciadas nos próximos cinco anos.Guilherme Tuluca disse que a maioria destas doenças tropicais negligenciadas está relacionada com o uso de água imprópria, quer seja para consumo, quer para a lavagem de roupa e, nalguns casos, para higiene pessoal, associando-se aos problemas de  saneamento básico
Este tipo de doenças faz parte do grupo de epidemias infecciosas e parasitárias que afectam, principalmente, pessoas mais desfavorecidas da população.
Entre as 17 identificadas pela OMS, o Executivo dá prioridade ao combate à filaríase linfática, oncocercose, loase, histossomíase e geohelmintíases.Por este facto, o vice-governador considerou que o Mapeamento Coordenado da Oncocercose, Loa Loase e outras doenças constitui um grande meio para eliminar estas ameaças à saúde pública.O Ministério da Saúde, acrescentou, programou para este ano a realização do referido mapeamento nas 18 províncias do país, abrangendo 177 comunas.

Tempo

Multimédia