Províncias

Reforço em médicos melhora atendimento

Um grupo de 150 médicos reforçou o sector da Saúde na província do Huambo nos últimos quatro anos, no âmbito dos esforços do Executivo angolano para melhorar as condições de atendimento médico às populações.

Um grupo de 150 médicos reforçou o sector da Saúde na província do Huambo nos últimos quatro anos, no âmbito dos esforços do Executivo angolano para melhorar as condições de atendimento médico às populações.
O director provincial da Saúde, Frederico Juliana, disse ontem à Angop que o ingresso destes médicos, que vieram juntar-se aos 40 que a província tinha antes de 2008, constitui o maior ganho registado no sector ao longo destes quatro anos. Lembrou também que actualmente todos os municípios têm médicos residentes, quando antes apenas os municípios do Huambo, Ucuma, Caála e Bailundo contavam com os préstimos de tais especialistas.
Nos últimos quatro anos, referiu, o sector conheceu avanços significativos, consubstanciados na melhoria do atendimento aos pacientes, diagnóstico e tratamento de doenças, factores que estão na base da notável redução da morbilidade e mortalidade.O incremento de dois novos programas de saúde, que estão a permitir levar os serviços sanitários mais próximo dos cidadãos, foram também referidos pelo responsável como outros ganhos alcançados nestes quatro anos.
Salientou Frederico Juliana, do “uayele vimbo”, que na língua nacional umbundo significa “saúde na aldeia”, que leva um pacote integrado de saúde a todas as localidades mais distantes, onde os serviços de saúde ainda estão aquém de satisfazer a procura.
Apontou ainda como ganhos a realização de feiras de saúde, assentes em palestras de sensibilização contra as doenças, a distribuição de redes mosquiteiras e a vacinação contra as principais endemias.
Na região do Planalto Central teve início, esta semana, a campanha de vacionação contra o tétano, que permitiu imunizar centenas de jovens dos 14 aos 49 anos. A campanha acontece em todo o país.

Tempo

Multimédia