Províncias

Registo Civil arrecada receitas

Solange Castro| Huambo

Mais de 18 milhões de kwanzas foram arrecadados para os cofres do Estado, durante o primeiro trimestre deste ano, pela conservatória do Registo Civil da província do Huambo, disse ontem ao Jornal de Angola o responsável do sector. 

Mais de 18 milhões de kwanzas foram arrecadados para os cofres do Estado, durante o primeiro trimestre deste ano, pela conservatória do Registo Civil da província do Huambo, disse ontem ao Jornal de Angola o responsável do sector. 
Ezequiel Chicale referiu que esse montante provém do pagamento de emolumentos no acto de aquisição de documentos de Registo Civil.
Das receitas dos emolumentos mensais, 20 por cento são empregues na aquisição de material de uso corrente, que é distribuído aos 11 municípios da província.
O conservador Ezequiel Chicale disse que, nos últimos dias, se tem registado pouca afluência ao seu posto de Registo Civil devido à abertura do Sistema Integrado de Atendimento ao Cidadão (SIAC).
Apesar do surgimento do SIstema Integrado de Atendimento ao Cidadão, o responsável disse serem necessárias mais conservatórias na província, para descongestionar a única instituição que funciona na cidade, face ao crescimento populacional. A conservatória do Registo Civil no Huambo atende, em média diária, 60 a 70 processos de registo civil.

Tempo

Multimédia