Províncias

Repatriados recebem lotes para a construção de casas

Tatiana Marta | Huambo

Cidadãos repatriados das vizinhas repúblicas da Namíbia e Zâmbia receberam terça-feira, na comuna da Chipipa, 52 lotes de terreno de 450 metros quadrados cada, para a construção de residências, distribuídos pela administração municipal do Huambo.

Governo do Huambo apoia programa de autoconstrução dirigida com material diverso
Fotografia: João Gomes

O administrador do município do Huambo, João Sérgio Raul, disse, no acto de entrega dos lotes de terreno, que a medida enquadra-se nos esforços do Governo provincial que visa garantir aos cidadãos repatriados condições de vida condignas.
Sérgio Raul lembrou às famílias regressadas que o Executivo tem tudo preparado para apoiar todos os cidadãos que escolheram a província do Huambo como ponto de destino para a sua fixação.   Referiu que a administração apoia também as famílias regressadas com bens alimentares e vestuários e distribuiu, de igual modo, parcelas para a prática da agricultura.
A directora provincial do Urbanismo e Ambiente, Ana Paula de Carvalho, esclareceu que cada família recebeu um lote de 450 metros quadrados de terra para a construção de residências.
 “As autoridades locais estão a trabalhar afincadamente para a construção de infra-estruturas sociais básicas e de prestação de serviços na comuna, para melhorar a vida dos seus habitantes”, salientou. Estão em construção na circunscrição um sistema de captação, tratamento e distribuição de água potável, a instalação e melhoramento do sistema de energia eléctrica e a construção de um posto médico.
 Elizeu Caloia, um dos beneficiários, agradeceu o gesto do Governo e pediu mais apoio com chapas, blocos e outros meios.

Tempo

Multimédia