Províncias

Retirados moradores de edifícios inseguros

O Governo do Huambo trabalha na criação de condições de realojamento dos moradores dos edifícios da FAPA, Angotel e da Energia, na sede da província, por se encontrarem em elevado estado de degradação.

Edifícios da FAPA e da Angotel na cidade do Huambo estão em péssimas condições
Fotografia: João Gomes | Edições Novembro

O facto foi tornado público ontem à imprensa pelo vice-governador  para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas, Calunga Francisco Quissanga, que informou que    decorrem  trabalhos de cadastramento e de identificação dos ocupantes de apartamentos nesses edifícios públicos.
Calunga Francisco Quissanga explicou que a intenção do Governo visa  melhorar as condições de habitacionais das famílias e do reforço da segurança, visto que os edifícios em causa apresentam avançado estado de degradação. />  Calunga Francisco Quissanga disse que o realojamento obedece a diversas metodologias e, uma delas tem a ver com as famílias com rendimento financeiro aceitável, que têm  facilidade de concorrer a uma das moradias nas centralidades construídas na província (Lossambo, Caála e Bailundo).
Em 2012, o Governo da Província do Huambo realojou, também pela mesma situação, perto de 120  moradores do prédio do Palmeira (demolido), para o bairro da Juventude, nas imediações da centralidade do Lossambo.     

Tempo

Multimédia