Províncias

Reunidas as condições para o começo do ano lectivo

Estácio Camassete | Huambo

O director provincial da Educação do Huambo, Manuel Sampaio do Amaral, disse que estão reunidas todas as condições para o começo do ano lectivo 2014, cujo acto de abertura está previsto para a escola da Missão Católica da Babaera, no município de Catchiungo.

Na província já se encontram milhares de manuais escolares e no momento exacto vão ser canalizados para as repartições municipais de Educação
Fotografia: Paulo Mulaza

Manuel Sampaio do Amaral referiu que no ano passado houve um aproveitamento escolar de 80 por cento e tem tudo preparado para este ano lectivo atingir as metas traçadas e o objectivo do Governo Provincial tornar a província na “capital do conhecimento”, para o que pede o compromisso dos profissionais da educação.
Para o ano lectivo de 2014 foram matriculados no Huambo mais de 713.000 alunos do ensino primário ao segundo ciclo, mais 30.000 alunos do que em 2013.

Distribuição de manuais


O director provincial da Educação do Huambo, Manuel Sampaio do Amaral, disse que a Direcção da Educação possui mais de 6 milhões de manuais, da iniciação à sexta classe, para serem distribuídos gratuitamente, e 15.000 manuais de alfabetização em língua nacional umbundu, além outros materiais de apoio escolar, como lápis, batas, borrachas e cadernos.
Todo este material já se encontra na província, no momento oportuno vai ser canalizado para todas as repartições municipais de Educação, garantiu Manuel Sampaio do Amaral. A Direcção Provincial da Educação dispõe também de sapatilhas, meias e mochilas para as crianças a fim de minimizar os esforços financeiros dos pais e encarregados de educação. Foram distribuídos igualmente cerca de 4.000 quadros a todas as escolas da província, mais de mil armários e secretárias, cerca de 6.000 chapas de zinco para cobrir as escolas comunitárias e as repartições municipais. O director provincial da Educação do Huambo disse que todas as escolas foram apetrechadas com material informático e de reprografia, geradores e mobiliário de gabinete.
A província do Huambo este ano lectivo conta com 1.093 escolas da iniciação ao segundo ciclo, perfazendo um total de 4.500 salas de aulas, das quais 299 são novas. Para o ano lectivo de 2014 está disponível um quadro docente de 18.000 professores e outros 300 professores novos, seleccionados no último concurso público.
Com a criação da base de dados da Direcção Provincial da Educação do Huambo já foram “descobertos” cerca de 400 professores que não trabalhavam e apenas recebiam o salário. “Gostava de alertar os professores nessas condições para voluntariamente se apresentarem porque as medidas a ser tomadas contra eles vão ser duras e rigorosas”, garantiu o director provincial da Educação do Huambo.

 Merenda escolar

Apesar do programa da merenda escolar estar descentralizado, passando para a responsabilidade das administrações municipais, Manuel Sampaio do Amaral disse competir à Direcção provincial da Educação acompanhar e supervisionar essa acção.
 “As quotas financeiras já foram atribuídas aos municípios e a área que acompanha a merenda escolar já está em funcionamento”.
No ano passado o programa da merenda escolar abrangeu cerca de 54.000 crianças e no presente ano lectivo, o número de beneficiados deve  subir, segundo Manuel Sampaio.

Ensino de línguas nacionais

O director provincial da Educação do Huambo assegurou que o ensino de línguas nacionais está em curso em fase experimental e paulatinamente vai entrar na fase da generalidade.
Existem algumas escolas onde esta cadeira é administrada, com destaque para os magistérios primários espalhados pelos municípios da província.
Questionado sobre a eficácia da inspecção escolar, Manuel Sampaio do Amaral disse que a Direcção da Educação tem quatro carros todo-o-terreno para supervisionar as acções nas escolas em diversos pontos da província.

Tempo

Multimédia