Províncias

Ruas da cidade da Caála são reabilitadas

Justino Vitorino | Caála

Um total de 3,5 quilómetros de estradas secundárias e terciárias da vila da Caála, no município com o mesmo nome, província do Huambo, começam a ser reabilitados em breve pela empresa de construção civil Elevo Engenharia.

Empreitada compreende reabilitação de estradas secundárias e terciárias e algumas ruas da sede municipal e bairros adjacentes
Fotografia: Arimateia Baptista

O acto de consignação da empreitada foi testemunhado pelo governador da província, Kundi Paihama, membros do Governo e da Administração local.  
As obras vão custar aos cofres do Governo da Província do Huambo 105 milhões de kwanzas e ficam concluídas em três meses.
Os trabalhos vão abranger principalmente as avenidas de Portugal, Rua dos Fundadores da Caála, Teixeira Gomes, Serva Pinto e vai ser feita também uma intervenção nas ruas terciárias que interligam a avenida Norton de Matos, e asfaltado o parque de estacionamento do Hospital Municipal.
O administrador municipal da Caála, Victor Tchissingui, explicou que com a conclusão da empreitada, a vila ganha nova imagem e o saneamento básico e a recolha de resíduos sólidos são melhorados.
“O trânsito automóvel também vai ficar mais fluído, e a esperança e o sonho dos munícipes são rejuvenescidos, abrindo-se assim uma nova era para o estado das vias de comunicação”, sublinhou.
Victor Tchissingui pediu a colaboração dos munícipes no melhoramento e conservação das residências, com pinturas, manutenção de pequenos jardins domésticos, participação em campanhas de limpeza, depósito do lixo nos locais próprios e nas horas indicadas, para evitar o amontoamento de resíduos sólidos nas ruas, que atentam contra a saúde pública. O director provincial das Obras Públicas, Sebastião Pacato, garantiu que com a paz, o Governo da Província do Huambo, por intermédio do Executivo Central, vai dar continuidade aos programas de reabilitação e construção de novas infra-estruturas sociais. 
 Marito Sanjambela, funcionário público, reconheceu que o actual estado de degradação das estradas da vila preocupa os munícipes e a administração municipal, mas garante que tudo está a ser para melhorar  a situação.

Administração do Huambo

Cerca de 40 milhões de kwanzas estão a ser aplicados pela Administração Municipal do Huambo para melhorar o abastecimento de água potável às populações residentes na cidade do Huambo, no quadro do programa do Executivo “Água para Todos”, informou o administrador local.
João Sérgio Raul garantiu que estão em construção micro sistemas de abastecimento de água nos bairros Benfica, arredores da cidade, na aldeia de Tchimbundi, na comuna da Calima e na sede municipal do Huambo.
O administrador municipal do Huambo reafirmou que estes empreendimentos sociais têm por finalidade melhorar as condições sanitárias e a qualidade de vida das populações. Sérgio Raul ressaltou que cada micro sistema de abastecimento de água está orçado em nove milhões de kwanzas e o programa vai ser alargado para outras localidades da província, e constam nas prioridades do Executivo.
“Com a construção destas infra-estruturas sociais, as populações deixam de consumir água bruta proveniente de rios e cacimbas, evitando assim o surgimento de doenças causadas por consumo de água imprópria”, disse o administrador do Huambo.
De Janeiro até agora  já foram construídos alguns micro sistemas de abastecimento de água que estão a beneficiar cerca de quatro mil habitantes residentes nos bairros de Casseque III, Calite e Sassonde. A intenção é levar água potável às zonas rurais da província e combater as doenças de origem hídrica.

Tempo

Multimédia