Províncias

Situação das crianças em análise no Huambo

Mário Clemente| Huambo

O Instituto Nacional da Criança (INAC) realizou ontem, na cidade do Huambo, a reunião do Conselho Provincial, com a finalidade de promover os direitos dos menores, prevenir e pôr termo às situações susceptíveis de afectar a sua segurança, saúde, educação e desenvolvimento integral.

As crianças continuam a ser preocupação de todos os membros da sociedade porque lhes devem dar tudo de melhor
Fotografia: João Augusto

O Instituto Nacional da Criança (INAC) realizou ontem, na cidade do Huambo, a reunião do Conselho Provincial, com a finalidade de promover os direitos dos menores, prevenir e pôr termo às situações susceptíveis de afectar a sua segurança, saúde, educação e desenvolvimento integral.
 No encontro, que contou com a participação de membros do Governo Provincial, foram abordados também temas como os “11 Compromissos da Criança”, conclusões e recomendações do fórum nacional sobre a criança e as linhas orientadoras para a aplicação dos “11 compromissos” a nível provincial e municipal.
 O governador da província do Huambo, Fernando Faustino Muteka, lembrou aos membros do conselho, que é preciso fazer uma avaliação do grau de cumprimento dos 11 compromissos, assumidos pelo Executivo de Angola, agências das Nações Unidas e parceiros sociais, para estabelecer medidas que contribuam para o fortalecimento do funcionamento dos conselhos municipais e das redes de apoio às crianças.
 Faustino Muteka disse que a coordenação do Conselho Provincial da Criança tem que dar prioridade à formação dos seus membros e outros agentes, que directa ou indirectamente trabalham com crianças, no sentido de melhorar a articulação e conjugação de esforços entre o Executivo e as diferentes instituições, na execução dos “11 compromissos” no meio rural, com a criação das redes de protecção à criança.
 “ É necessário conhecer profundamente a situação das crianças e, para tal, temos que ir até às comunidades conhecer comportamentos, atitudes e as tácticas da família e trabalhar para uma boa qualidade da sua vida,” sublinhou o governador provincial.
 Faustino Muteka reconheceu publicamente os avanços na criação de meios de sobrevivência, protecção e desenvolvimento das crianças, desde o nascimento até atingirem a maioridade.
 A reunião contou participação de administradores municipais, comunais, entidades religiosas, ONG e directores provinciais.

Tempo

Multimédia