Províncias

Solicitada aos docentes maior responsabilidade

Estácio Camassete |Caála

O director provincial da Educação no Huambo, Manuel Sampaio do Amaral, pediu na quinta-feira, na vila da Caála, maior responsabilidade aos professores e para respeitarem a deontologia profissional.

Professores chamados a duplicar empenho
Fotografia: Paulo Mulaza

O director provincial da Educação no Huambo, Manuel Sampaio do Amaral, pediu na quinta-feira, na vila da Caála, maior responsabilidade aos professores e para respeitarem a deontologia profissional.
Manuel Sampaio do Amaral falava à margem de uma reunião realizada com os professores das quatro comunas da Caála, destinada a fazer o registo daqueles que existem, para se determinar quantos são a nível da província.
O director da Educação no Huambo aproveitou o encontro para abordar algumas irregularidades identificadas nas diferentes escolas durante as visitas de inspecção.
De acordo com o chefe do departamento provincial da Educação, Tomás Guly, o registo tem em vista fazer o levantamento de professores necessários, para que haja a divisão justa de alunos, em cada sala.
O responsável pediu aos directores para cumprirem o plano de actividades, baseado no calendário escolar, e participarem nas planificações escolares.
João Tomás Guly mostrou ainda o seu desagrado com os  constantes atrasos que se registam no início de cada trimestre. “A eficácia do processo de ensino e aprendizagem passa pelo espírito de liderança do director de escola, que fazer uma boa gestão de recursos humanos”, disse o responsável.
Para melhorar o sistema de ensino, este ano, a direcção da Educação elegeu como tema “Trabalhar com pessoas disponíveis”, convidando os professores a darem o melhor de si.
Actividades semelhantes já foram realizadas em Tchindjendje, Ukuma, Longondjo e Londuimbali, onde discutiu-se“o calendário escolar”, “pontualidade e assiduidade” e “deontologia profissional”.

Tempo

Multimédia