Províncias

Solicitada maior acessibilidade aos passeios

A rede de pessoas com deficiência na cidade do Huambo solicitou ontem, naquela cidade,  às entidades de direito a colocação de rampas de acesso aos passeios.

O coordenador da rede de organizações de pessoas com deficiência na província do Huambo, Luís Xavier Quintas, informou que o trabalho de reabilitação dos passeios deve contemplar o rebaixamento dos lancis que serviriam de rampa de acesso para os deficientes que andam de cadeiras de rodas e triciclos.
Por falta deste tipo de infra-estruturas, disse Luís Xavier Quintas, as pessoas com mobilidade de locomoção reduzida continuam a circular nas faixas de rodagem, expondo-se ao risco de serem atropeladas por carros ou motorizadas.
“É uma situação que nos preocupa bastante, já que temos que nos sujeitar a andar nas faixas de rodagem. Reconhecemos o trabalho que está a ser feito pelas autoridades  da província na reabilitação dos passeios, mas lamentamos por não contemplar a criação de rampas”, lamentou.

Lei das acessibilidades

O coordenador da rede de organizações de pessoas com deficiência afirmou que tal preocupação foi apresentada ao Conselho de Auscultação e Concertação Social desde o ano passado, pois o país possui uma lei das acessibilidades.

Tempo

Multimédia