Províncias

Técnicos marcham na Caála em apoio à saúde mental

Marcelo Dumbo | Huambo

Os quadros de saúde do Hospital Municipal da Caála, no Huambo, participaram sábado numa marcha em prol da saúde mental, com vista a chamar a atenção da sociedade para a necessidade de se prestar uma assistência mais humanizada a esta área.  

Os quadros de saúde do Hospital Municipal da Caála, no Huambo, participaram sábado numa marcha em prol da saúde mental, com vista a chamar a atenção da sociedade para a necessidade de se prestar uma assistência mais humanizada a esta área. Sob o lema “Saúde mental e cidadania”, a actividade envolveu entidades governamentais, jornalistas, desportistas, empresários, estudantes universitários, bem como entidades convidadas da vizinha província de Benguela.
O director do Hospital Municipal da Caála, Fernando Vicente, disse que a actividade visou igualmente incentivar a população a ter uma cultura de prevenção e a respeitar as medidas de tratamento da doença mental. Fernando Vicente apontou ainda que é importante que se consultem, sempre que necessário, os especialistas para saber o estado de saúde, não apenas para combater a doença mental, mas também outras enfermidades.
O responsável salientou que a hipertensão e o stress, a par dos acidentes de viação, malária e diabetes, são as doenças mais frequentes nos cidadãos que dão entrada diariamente em qualquer unidade sanitária do país.
O médico disse que no âmbito das jornadas do 10 de Outubro, Dia Mundial da Saúde Mental, estão agendadas ainda, entre outras, palestras, que vão analisar temas como violência doméstica, delinquência juvenil e a atenção psicóloga à terceira idade.

Tempo

Multimédia