Províncias

Testes voluntários efectuados a jovens

Mário Clemente |Huambo

O centro de testagem voluntário de sida Elavoko, na cidade do Huambo, atende mensalmente cerca de cem jovens, de acordo com a informação prestada ontem pela conselheira social da unidade sanitária, Edna Afonso Gonçalves.

 
O centro de testagem voluntário de sida Elavoko, na cidade do Huambo, atende mensalmente cerca de cem jovens, de acordo com a informação prestada ontem pela conselheira social da unidade sanitária, Edna Afonso Gonçalves.
Edna Gonçalves disse que o centro regista uma boa adesão de jovens aos testes de sida e chega a receber diariamente 20 voluntários e, deste número, um a dois são seropositivos.
“Temos uma organização chamada Otchimunga que trabalha no sentido de incentivar os jovens, através de palestras realizadas aos fins-de-semana nas igrejas e locais de recreação deles”, sublinhou. A conselheira social reconhece que existe pouca adesão de adultos, ao contrário dos jovens que solicitam mais os serviços do centro Elavoko, e apela às pessoas no sentido de realizarem o teste para se determinar o seu estado serológico. Segundo as estatísticas do centro, de Janeiro a Agosto a província do Huambo testou 14.199 mulheres grávidas nas consultas pré-natais, das quais 152 tiveram testes positivos, e 2.179 homens, com 98 casos positivos.
O centro Elavoko também testou 193 crianças do sexo feminino, com 18 casos positivos, e 179 crianças do sexo masculino, com 11 casos positivos. 
O supervisor provincial da Luta contra a Sida no Huambo, Euclides Tchipalavela, disse que, no ano passado, foram registados 354 casos de doentes seropositivos.

Tempo

Multimédia