Províncias

Venda de meios agrícolas está facilitada no Huambo

Victória Quintas | Huambo

A província do Huambo conta actualmente com o primeiro centro regional de comercialização e manutenção de equipamentos agrícolas, para facilitar a actividade e dinamizar a produção mecanizada.

O centro inaugurado no Huambo vai vender tractores, alfaias e outros equipamentos
Fotografia: Victoria Quintas | Edições Novembro - Huambo

O centro pertence à empresa Ferplas e está localizada no bairro Benfica, na cidade do Huambo, e conta com dois stands de automóveis, área de tractores e alfaias agrícolas, uma loja de peças, pneus, baterias, lubrificantes e acessórios multimarcas.
Dispõe igualmente de uma oficina com equipamentos modernos, que oferece vários serviços, com banco computorizado para o desempenho de chassis e estufa de pintura. A empresa foi fundada em 2007 na província do Huambo e, entre outras actividades, dedica-se também ao comércio de materiais de construção, carpintaria e produção de mobiliário escolar.
Com o evoluir do mercado, a direcção da empresa decidiu apostar também em equipamentos de mecanização agrícola e sector automóvel nas províncias do Bié, Cuando Cubango, Moxico, Lunda-Sul, Cuanza-Sul e na Lunda-Norte. 
O centro automóvel dispõe  de serviços de mecânica geral, estação para mecânica especializada, alinhamento de direcções com tecnologia tridimensional, diagnóstico electrónico, ar condicionado, focagem de faróis, serviço de pneus e estação de serviço.
O aglomerado de serviços permitiu empregar 40 pessoas, todas angolanas, que, numa primeira fase, são acompanhados por especialistas para a profissionalização, de modos a poder oferecer um nível de serviço digno da confiança dos clientes. No geral, a empresa emprega 200 pessoas, o que contribui para que mais de 1.000 tenham melhores condições de vida. 
Vitorina Catanga, uma das funcionárias, diz sentir-se feliz por ter sido apurada para trabalhar como tesoureira. Outro funcionário que também foi apurado é Alexandre Germano, que disse sentir-se satisfeito por ter conseguido o seu primeiro emprego. Antes de começar a trabalhar beneficiou de uma formação na capital do país e diz sentir-se preparado para exercer a função de responsável da loja de peças, que lhe foi confiada. 

Investimentos
A implementação do novo centro automóvel teve um investimento de 3.800.000,00 de dólares.
O vice-governador provincial para o Sector Técnico e Infra-Estruturas, Calunga Quissanga, disse que a cidade do Huambo precisava de um empreendimento de género, que concede a oportunidade de fazer reparações de multimarcas, tendo em conta a diversificação do parque automóvel da província.
Calunga Quissanga explicou que o empreendimento proporciona equipamentos para o desenvolvimento da agricultura, tendo em conta o seu papel fundamental na diversificação da economia.
“Hoje em dia a agricultura mecanizada dá mais garantias e o trabalho pode ser desenvolvido em pouco tempo. Por isso é encorajador nesta fase difícil os empresários poderem garantir novos postos de trabalho”, concluiu Calunga Quissanga.

Sector produtivo

As mulheres da província do Huambo foram exortadas na sexta-feira a envolverem-se mais no sector produtivo, tendo em conta a materialização do plano local de desenvolvimento (2018/2022)
A exortação foi feita pela vice-governadora do Huambo para o sector Político, Económico e Social, Maricel Capama, no 5.º encontro provincial das mulheres, promovido pela organização não governamental Acção para o Desenvolvimento Rural e Ambiente (ADRA).
Segundo a responsável, a mulher desempenha um importante papel na educação familiar, devendo, para o efeito, estar inserida nos vários projectos de crescimento económico e social das comunidades.
Maricela Capama afirmou que o plano de desenvolvimento da província prevê a criação do bem-estar social da população e, ao mesmo tempo, valorizar o capital humano, além de promover o desenvolvimento económico sustentável, a diversificação da economia, o progresso equilibrado do território, a garantia da estabilidade e integração do Planalto Central no contexto regional e internacional.

Tempo

Multimédia