Províncias

Abertas jornadas de apoio ao idoso

Arão Martins | Lubango

A directora provincial da Huíla do Ministério da Assistência e Reinserção Social (MINARS) disse ontem, no Lubango, que actualmente o idoso e a pessoa com deficiência são tratados de forma especial pela sociedade.

Maria Casimiro, que falava na cerimónia de abertura das jornadas do idoso e da pessoa com deficiência, assegurou que, antigamente, estes dois grupos da sociedade eram vistos de forma desprezível, mas “com o trabalho de sensibilização, valorização e acções do Executivo para com estas pessoas, a sua inclusão social é total”, realçou.
Os tempos mudaram, acrescentou, e felizmente os idosos e as pessoas com deficiência já não ocupam o lugar secundário que ocupavam anteriormente.
O respeito tornou-se mais profundo e abrangente, sobretudo nos centros urbanos.
O Executivo adoptou uma política nacional de prevenção, tratamento e reabilitação, além de integrar e apoiar as famílias dos idosos e das pessoas com deficiência, elogiou Maria Casimiro.
À luz dessa política, prosseguiu, o Governo angolano vai continuar a criar programas sociais e outros incentivos, destinados à redução gradual da dependência em que os idosos e pessoas com deficiência se encontram.
A directora provincial do MINARS garantiu, ainda, que as autoridades vão continuar a adoptar políticas de sensibilização da sociedade em relação aos deveres de inclusão, respeito e solidariedade para com estes grupos.

Tempo

Multimédia