Províncias

Administração do Lubango avalia danos das chuvas

Arão Martins | Lubango

A administração municipal do Lubango está, desde sexta-feira, a realizar pesquisas sobre os prejuízos causados pelas fortes chuvas que assolaram a região nos últimos quatro meses.

A administração municipal do Lubango está, desde sexta-feira, a realizar pesquisas sobre os prejuízos causados pelas fortes chuvas que assolaram a região nos últimos quatro meses.
O administrador municipal do Lubango, Manuel Capenda, anunciou este facto durante a primeira reunião ordinária do Conselho de Auscultação e Concertação Social do município, tendo acrescentado que as chuvas causaram muitos danos nas aldeias, sectores, comunas e na sede daquela parcela da província. De acordo com Manuel Capenda, actualmente regista-se já um abrandamento das chuvas e, nalgumas zonas já não chove, facto que obriga a administração municipal a fazer um reajustamento do seu programa de actuação.
O administrador municipal do Lubango afirmou que é preciso dar prioridade às zonas afectadas pelas chuvas, principalmente nas áreas onde elas causaram graves danos nas estradas, pontes e outras vias que dão acesso às comunas e bairros.
A reunião analisou igualmente os projectos de aplicação dos programas integrados municipais de combate à fome e à pobreza, e debateu as acções a desenvolver no presente ano.
O responsável do município do Lubango sublinhou que, no domínio do combate à fome à pobreza, existem tarefas de vulto para este ano. “As acções esgotam-se no grande desafio gizado pelo Executivo, que se consubstancia no Programa de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza. Para o seu cumprimento integral, devemos, a todos níveis, unir as sinergias necessárias para que, no balanço geral da sua execução, se faça uma avaliação positiva”, disse o administrador municipal do Lubango. “Estamos a trabalhar no sentido de acabarmos com a fome e a miséria no seio de muitas famílias”.

Tempo

Multimédia