Províncias

Administradores municipais aprofundam conhecimentos

Arão Martins | Lubango

Responsáveis e quadros de planeamento das administrações municipais e provinciais das regiões centro e sul estão reunidos, desde segunda-feira, no Lubango, para analisarem a elaboração de projectos de investimentos públicos. 

Responsáveis e quadros de planeamento das administrações municipais e provinciais das regiões centro e sul estão reunidos, desde segunda-feira, no Lubango, para analisarem a elaboração de projectos de investimentos públicos. 
O encontro, promovido pelo Ministério do Planeamento, enquadra-se no ciclo de seminários de concertação, a nível sectorial, de dirigentes e quadros técnicos do Sistema Nacional de Planeamento.
Durante 15 dias, responsáveis do Bié, Huambo, Benguela, Namibe, Kuando-Kubango e Huíla debatem, entre outros, temas como “impacto do Quadro Legislativo na Estrutura Orgânica” e a “via da eficácia da gestão do investimento público”.
O director nacional de Investimentos Públicos afirmou que a execução dos programas requer articulação, desde a elaboração à entrega nas estruturas centrais.
 Gabriel Leitão disse ser importante debater, com profundidade, os critérios de como um projecto deve ser preparado, tal como os elementos que contém, desde o órgão promotor, passando pela decisão, tanto a nível sectorial, como provincial.
 No decurso do seminário, referiu, os prelectores combinam os métodos teóricos, com a prática consubstanciada na análise de casos específicos nos sectores da educação, energia e água, saúde e agricultura. 
O objectivo dos ciclos de formação inter-provincial é criar condições para todos os intervenientes, neste processo de preparação e acompanhamento dos investimentos públicos, poderem ter ferramentas para realizarem a sua actividade diária com êxito. “É isso mesmo que vamos fazer”.

Tempo

Multimédia