Províncias

Agricultores locais pedem PAPAGRO

Arão Martins | Caluquembe

Camponeses de Caluquembe, na província da Huíla, pretendem no município o Programa de Aquisição de Produtos do Campo (PAPAGRO), para evitar a contínua deterioração de produtos agrícolas cultivados na região. 

Camponeses clamam que por falta de escoamento os produtos acabam por se estragar
Fotografia: Arão Martins Caluquembe

O desejo foi manifestado durante a terceira edição da Expo-Caluquembe, realizada entre os dias 25 e 28 deste mês, na qual participaram vários expositores que mostram o potencial agrícola da circunscrição.
Entre o potencial agrícola que o município produz em grande escala está a batata rena e doce, repolho, tomate, alface, limão, laranja, cenoura e cereais, mas que por falta de escoamento boa parte dos produtos acaba por se estragar. joão António, em nome dos expositores, disse que a nível da região norte, os camponeses estão a produzir muita batata, mas não têm por onde comercializar, daí a necessidade da instalação do PAPAGRO. 
Apesar destes constrangimentos, reconheceu que o Executivo, por intermédio do Ministério da Agricultura, está a potenciar e a assistir tecnicamente os camponeses para melhorar os rendimentos, e a comercialização incentiva os camponeses a produzirem mais.
O Instituto de Desenvolvimento Agrário em colaboração com a Administração Municipal de Caluquembe tem encontrado a melhor forma para que os camponeses não saiam prejudicados neste processo. Para facilitar a vida dos produtores do município de Caluquembe, foram atribuídos em cada sector 25 charruas e sete toneladas de adubo.
 O responsável da Estação de Desenvolvimento Agrário de Caluquembe, Simão Kupequeta, informou que neste momento está em preparação a campanha agrícola 2013/2014.
O Ministério da Agricultura, por intermédio do Instituto Nacional de Desenvolvimento Agrário, forneceu ao município de Caluquembe 160 toneladas de fertilizantes e charruas, para serem distribuídos às famílias camponesas.
Simão Kupequeta disse que o lote de instrumentos é reforçado nos próximos dias, de modo a apoiar também os municípios vizinhos, como Caconda, Cacula e Quilengues. Para os próximos dias, está prevista a entrega de mais sementes de milho, massango, massambala e feijão, no  quadro da campanha agrícola 2014/2015.
No município existem quantidades diversas de sementes de feijão e de milho, que vão ser redistribuídas novamente por algumas famílias que não beneficiaram no ano passado.
Mais de 35 mil camponeses foram apoiados durante a campanha agrícola passada. Simão Kupequeta informou que para a nova campanha, o número de beneficiários subiu para mais de 40 mil camponeses. Os apoios representam confiança e preocupação do Executivo no combate à pobreza entre as famílias que vivem no meio rural e não só.

Tempo

Multimédia