Províncias

Alunos da Escola Superior de Educação têm bolsas de estudo nos Estados Unidos

Arão Martins | Lubango

Os estudantes do curso de linguística, opção de inglês, do Instituto Superior de Ciências de Educação (ISCED) da Huíla, beneficiam, a partir do próximo ano, de bolsas de estudo para acções de curta duração, nos Estados Unidos.

Embaixada norte-americana em Angola incentiva o ensino da língua inglesa na Huíla e noutras províncias do Centro e Sul do país
Fotografia: Jornal de Angola

Os estudantes do curso de linguística, opção de inglês, do Instituto Superior de Ciências de Educação (ISCED) da Huíla, beneficiam, a partir do próximo ano, de bolsas de estudo para acções de curta duração, nos Estados Unidos.
A informação foi prestada, ontem, ao Jornal de Angola, pela especialista em facilitação e monitoria de línguas da Embaixada norte-americana junto do ISCED da Huíla, quando fazia o balanço das actividades desenvolvidas no seminário regional realizado, recentemente, no Lubango.
Kilsha Pearman disse que, no quadro da cooperação entre Angola e os Estados Unidos, há uma aposta séria no sector da educação.
“A vertente educacional é uma área em que a Embaixada norte-americana pretende continuar a apostar, na preparação dos docentes, com vista a melhorar a formação e o aperfeiçoamento da língua inglesa dos novos quadros”, afirmou.
Os professores do curso de línguas no ISCED vão também receber formação nos Estados Unidos.
Dois docentes e igual número de estudantes beneficiaram de bolsas para cursos de curta duração em universidades dos Estados Unidos.
O responsável do departamento de linguística do ISCED da Huíal, Délcio Tueuhanda, sublinhou o papel da embaixada norte-americana na revitalização das bolsas para formações de curta duração.
A participação de docentes em conferências e acções de curta duração nos Estados Unidos, com o patrocínio da Embaixada, disse, tem contribuído, significativamente, na melhoria dos programas do curso de inglês no ISCED da Huíla.
“As bolsas têm sido uma mais-valia, porque os beneficiários trazem ideias novas e experiências, que são introduzidas no curso”, declarou.

Seminário regional

O primeiro seminário regional de inglês, que reuniu, no Lubango, estudantes e falantes daquela língua das províncias da Huíla, Namibe, Cunene, Huambo e Benguela, foi referido como um dos resultados práticos das experiências adquiridas pelos professores do ISCED nos Estados Unidos. O departamento de linguística pretende, com o patrocínio do Executivo em parceria com a Embaixada norte-americana, tornar a iniciativa anual, com a participação de estudantes de outras universidades do país, anunciou Délcio Tueuhanda.

Inglês no ensino primário

Um grupo de 25 alunos, de 12 escolas públicas, do Lubango, do ensino primário e secundário do I ciclo, vai, este mês, frequentar cursos de língua inglesa financiados pela Embaixada norte-americana.
Os cursos, que vão ser ministrados no centro de formação profissional Know-How, na cidade do Lubango, resultam de um acordo entre os Governos de Angola e dos Estados Unidos, disse Kilsha Pearman, acrescentando que foram seleccionados alunos das escolas 27 de Março, 1º de Dezembro, ensino especial, 16 de Junho, do 1º ciclo da Humpata, União da Mitcha e da IECA.

Tempo

Multimédia