Províncias

Alunos da Huíla com boas escolas

Estanislau Costa | Lubango

Mais de 817.385 alunos matriculados no próximo ano lectivo na Huíla vão, na sua maioria, frequentar as aulas em salas com todas as condições, construídas nas zonas urbanas e rurais.

Director da Educação na Huíla anuncia em conferência de imprensa estarem criadas todas as condições para abertura do ano lectivo
Fotografia: Arimateia Baptista|Lubango

O director provincial da Educação, Américo Chicote, afirmou, durante uma conferência de imprensa, haver uma evolução gradual no processo de ensino e aprendizagem devido ao facto de haver escolas, pela primeira vez, nas zonas mais recônditas da província.
A evolução registada no sector, reflecte-se na existência de 1.754 escolas do ensino primário, 54 do I ciclo e 13 do II, além de uma escola do ensino especial, perfazendo, ao todo, 6.293 salas apetrechadas com mobiliário e meios diversos, considerou.
O ensino primário possui agora, nos 14 municípios da província, um leque maior de infra-estruturas escolares para albergar, todos os anos lectivos, o que permitiu o ingresso, pela primeira vez, de mais de 55 mil crianças. “O número de crianças fora do sistema de ensino tem estado a diminuir todos os anos”, garantiu Américo Chicote, acrescentando que o programa de merenda escolar em curso é fundamental para manter os alunos nas salas e despertar a atenção dos formandos durante a transmissão de conhecimentos.
Em 2009, havia 40 mil crianças fora do sistema normal de ensino. Graças ao Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza, no ano seguinte o número diminuiu significativamente para dez mil.
O Governo Provincial concluiu, no ano passado, 19 escolas, construídas em vários pontos e apetrechadas com meios diversos. “Estas infra-estruturas postas à disposição do sector da Educação favorecem o ingresso de mais alunos e reduzem o número de crianças fora da escola”, disse Américo Chicote. Vão assegurar o funcionamento das escolas da província 20.388 docentes, dos quais 13.497 do ensino primário, 4.607 do I ciclo, 1.430 do II ciclo e 854 na actividade administrativa. Vão ser distribuídos mais de 3,5 milhões de livros gratuitamente.

Qualidade do ensino

O director da Educação garantiu que a qualidade do ensino está garantida, graças à especialização de vários docentes nas universidades locais e formação no Magistério Primário e ICRA, assim como à promoção contínua de vários cursos de actualização.
Américo Chicote pediu a colaboração de pais e encarregados de educação, aos quais aconselhou a não deixarem a responsabilidade da instrução e educação dos filhos só com os professores. “Estamos num processo de formação e educação do homem do futuro que precisa do envolvimento e apoio de todos”, disse.

Tempo

Multimédia