Províncias

Alunos internos do Sendy nos cursos de artes e ofícios

Domingos Mucuta| Lubango

Estudantes internos do lar do Sendy, da Missão Católica do município de Quipungo, na província da Huíla, estão também a frequentar o curso de artes e ofícios, informou quinta-feira o pároco da congregação religiosa.

Ambrósio Kitoko disse que os formandos das artes e ofícios, na sua maioria estudantes em regime de internato no lar do Sendy, frequentam os cursos de carpintaria, serralharia, mecânica, informática, agropecuária, culinária, corte e costura e pastelaria.
A iniciativa do curso de artes e ofícios surge para assegurar a complementaridade entre a formação académica e profissional, para que os jovens saiam do internato preparados para enfrentar os desafios do mercado de trabalho.
O curso de Agricultura tem uma forte componente prática nos campos de ensaio do Sendy, uma região potencialmente agrícola, onde as culturas de cereais hortícolas e a criação de gado bovino, caprinos e suíno dominam as produções agro-pecuárias.
O Casino de Angola, no quadro da responsabilidade social, financiou a construção de um balneário masculino e antes fez a entrega de electrodomésticos, colchões e roupa às crianças da aldeia SOS do Lubango.
A referida empresa prometeu mais apoios à missão nos próximos tempos.  O novo balneário do Sendy foi inaugurado pelos governadores provinciais da Huíla e do Huambo, Kundy Paihama e João Marcelino Tyipinge.
Os dois governadores entregaram também kits de formação profissionais, uniformes e materiais escolares.
O governador provincial do Huambo, Kundy Paihama, disse que como antigo estudante do internato religioso, a oferta responde ao repto de solidariedade lançado pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santo, segundo o qual “quem tem mais deve dar a quem tem menos”, demonstrando amor para com o próximo e contribuindo, deste modo, para a redução da pobreza.
“O mais importante não é o que se dá, mas compreender o porquê que se dá. Eu estudei no internato da Missão Evangélica de Caluquembe. Todos compreendemos a situação e as dificuldades dos estudantes dos internatos”, disse.
O governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge, agradeceu o apoio da empresa aos alunos da missão católica do Sendy e acredita que a doação vai estimular o empenho dos adolescentes e jovens nos estudos. 
A escola da Missão Católica do Sendy matriculou este ano lectivo um total de mil alunos da iniciação à 12ª classe.
As aulas naquela instituição são asseguradas por 27 professores.
A falta de técnicos qualificados, viatura e o mau estado da estrada são as principais preocupações apresentadas.

Tempo

Multimédia