Províncias

Apresentado estudo sobre mamíferos angolanos

André Amaro| Lubango

Um estudo sobre a distribuição dos mamíferos de Angola e “Genoma da Palanca Negra Gigante” foi apresentado no Instituto Superior de Ciências da Educação ISCED-Huíla, no quadro de uma parceria com a Universidade do Porto, Portugal.

Durante as jornadas foram apresentados dados históricos sobre os mamíferos do país e lançado o livro
Fotografia: AFP

A apresentação do estudo, que começou a ser executado no ano passado por especialistas do centro de investigação biológica da Universidade do Porto e quadros do ISCED-Huíla, enquadra-se nas jornadas científicas da instituição. 
A vice-governadora da província da Huíla para a área Política e Social, Maria João Tchipalavela, referiu que o encontro vem consolidar a parceria entre ambas as instituições de ensino e investigação.
“O trabalho de equipa permite aprender juntos, partilhar informações e fortalecer o processo de cooperação, que cria novas oportunidades de investigação entre as instituições que asseguram a continuidade dos processos científicos”, sublinhou.
O processo de recolha, selecção e catalogação são tarefas que exigem um elevado grau de cientificidade e organização, o que pressupõe a formação e especialização dos técnicos, quadros, professores e estudantes. Maria Tchipalavela sublinhou que os dados sobre os mamíferos de Angola, a abordagem sobre o “Genoma da Palanca Negra Gigante” e as borboletas diurnas de Angola são exemplos deste “grande desafio”, que enriquece o património científico do país. A vice-governadora adiantou que as jornadas científicas “proporcionam momentos de convivência científica para que as futuras gerações se orgulhem do legado que está a ser construído, com o objectivo de melhorar a qualidade de vida dos cidadãos, na perspectiva da sustentabilidade ambiental”. O responsável do Centro de Investigação Biológica da Universidade do Porto, Nuno Ferrand, esclareceu que os participantes abordaram os trabalhos já efectuados sobre a distribuição dos mamíferos de Angola e a importância dos recursos naturais para o desenvolvimento do país.“Vamos fazer o reforço da capacitação e cursos avançados no domínio de investigação científica, métodos de gestão dos recursos naturais, para o desenvolvimento socioeconómico da região e dos dois países”, salientou.
Nuno Ferrand frisou que a parceria científica e tecnológica entre os dois países contempla a preparação, formação e capacitação avançada, que está bem reflectida no logotipo do ISCEED-Huíla.

Novo projecto


Um projecto sobre Atlas de Mamíferos de Angola foi lançado segunda-feira, na cidade do Lubango, no quadro da parceria técnica e científica entre o Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED-Huíla) e a Universidade de Cape Town, África do Sul.
O projecto, que é desenvolvido por especialistas das duas instituições académicas, foi apresentado durante as jornadas científicas do ISCED-Huíla, em que participaram quadros da VI região académica, do ISCED-Benguela e convidados portugueses e sul-africanos. Nas jornadas foram apresentados dados históricos sobre os mamíferos de Angola, “Genoma da Palanca Negra Gigante”, assim como o lançamento do livro “Borboletas Diurnas de Angola”, do professor Rui Figueira.

Tempo

Multimédia