Províncias

Assistência gratuita na Huíla

Arão Martins | Lubango

O programa gratuito de assistência médica e medicamentosa especializada às comunidades contemplou, até princípios de Dezembro, mais de nove mil pessoas de sete municípios, dos 14 que compõem a província da Huíla.

O programa gratuito de assistência médica e medicamentosa abrangeu também os idosos do lar da terceira idade do Lubango
Fotografia: Arão Martins|Lubango

O porta-voz do programa, o médico Paulo Luvangamo, disse que o mesmo é uma iniciativa da Direcção Provincial da Saúde e atingiu os municípios dos Gambos, onde foram atendidas 1.200 pessoas, Quilengues 1.403, Caluquembe 1.113, Quipungo 3.772, Caconda 2.592, comuna da Quihita, Chibia, 210 e 100 crianças da Organização de Pioneiros Angolanos (OPA).   Paulo Luvangamo disse que o programa abrangeu também os idosos do lar da terceira idade do Lubango, situado no bairro do Chipindo.
A acção é um programa de rotina desenvolvido por iniciativa do director provincial da Saúde, Altino Matias, que visa prestar uma assistência médica especializada, com o lema “Saúde, um bem para todos”.
O objectivo do programa é percorrer todos os municípios gradualmente, levando diferentes profissionais de saúde para assistência médica e medicamentosa, assim como diferentes programas de Saúde Pública.  Paulo Luvangamo defende a criação de condições em laboratórios móveis para que se possam fazer análises rápidas para diagnosticar diferentes patologias.
Outra recomendação de Paulo Luvangamo refere-se a imprimir maior dinamismo entre os gestores municipais na organização da actividade e a identificação de locais com maior concentração populacional.
Actividades do género vão continuar. “O objectivo é levar esta actividade aos municípios de Caconda, Cacula, Matala, Cuvango, Jamba, Chipindo, Chicomba, Humpata e outros.”

Tempo

Multimédia