Províncias

Assistência médica reforçada no Vombo

Estanislau Costa e Alfredo Chivia| Quilengues

O sector da Saúde na povoação do Vombo, município de Quilengue, a norte do Lubango, foi reforçado com a entrada em funcionamento de um posto de saúde equipado com meios modernos. 

Problemas vividos anteriormente fazem parte do passado já que a localidade passou a contar com centros e postos médicos
Fotografia: Benjamim Cândido| Lubalo

A autoridade tradicional do Vombo, Mariano Tyenkola, disse ao Jornal de Angola que com a entrada em funcionamento do posto de saúde, a população local deixa de percorrer mais de 60 quilómetros até à sede de Quilengues, para se tratar.
Antes, explicou, algumas pessoas recorriam a raízes para tratar doenças e, em muitos casos, isso acabava por resultar em intoxicação. “As doenças de que muitos padeciam nem sempre eram graves, mas o uso constante de raízes acabava por piorar o estado do paciente e alguns morriam.”
Estes problemas, afirmou Mariano Tyenkola, fazem agora parte do passado, com a entrada em funcionamento do posto de saúde, em Fevereiro. A unidade dispõe de medicamentos e as consultas são regulares.
O administrador municipal de Quilengues, Armando Vieira, garantiu que está a ser feito um esforço os postos de saúde, centros médicos e hospital municipal não terem falta de remédios, material gastável e outros meios indispensáveis ao bom funcionamento das unidades.  Melhorias no Impulu e Dindi  As condições sociais nas comunas do Impulu e Dindi registam melhorias substanciais, com a entrada em funcionamento de novas infra-estruturas, erguidas no âmbito do Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento e de Combate à Pobreza. Os pequenos agricultores e comerciantes de Impulu desenvolvem as suas actividades em locais apropriados, com a construção de um mercado com mais de 90 bancadas e um armazém comunitário com capacidade para cinco mil quilos de produtos do campo diversos.
O agricultor Artur Chilombo, satisfeito com os novos equipamentos postos à disposição dos produtores, afirmou que estão agora criadas as condições para uma melhor conservação dos bens do campo, assim como para aumentar e diversificar o cultivo na comuna.
A actividade agrícola ganhou um outro impulso com a distribuição de sementes, instrumentos de trabalho, fertilizantes e utilização de tractores no processo de preparação das terras aráveis.
A água também já chegou a Impulu e ao sector de Quicuco, comuna do Dinde, com a inauguração de dois sistemas de captação e distribuição do líquido, erguido no quadro do Programa Água para Todos.
 A construção e reparação de sistemas de captação e distribuição de água potável vai continuar para fazer chegar a água a mais famílias de Quilengues.
O novo sistema do Quicuco tem capacidade para armazenar mais de 60 mil litros de água captada a cerca de dois mil metros.

Tempo

Multimédia