Províncias

Atenção dobrada à Terceira Idade

Arão Martins| Lubango, José Rufino| Luena

A assistência médica e medicamentosa no lar da terceira cidade do bairro Tchioco, arredores da cidade  Lubango, província da Huíla, está a permitir a melhoria da qualidade de vida dos idosos, afirmou a directora do da instituição.

Governo da província está solidário e atento aos problemas dos idosos do lar do Tchioco
Fotografia: Arão Martins | Lubango

Valéria Ngueve afirmou, durante um almoço de confraternização no lar da terceira idade, que no quadro das políticas do Executivo para com os mais velhos foi construído, no lar de terceira idade do Lubango, um hospital com capacidade para internar dez doentes. O hospital tem um enfermeiro e um médico, que atende às terças e quartas-feiras, e tem fármacos suficientes para as doenças mais frequentes nos idosos, como hipertensão, reumatismo e paludismo.
A dieta alimentar e as condições de acomodação melhoraram consideravelmente e os idosos sentem-se valorizados e inseridos na sociedade. Um grupo de dez idosos abandonados pelas famílias na rua e unidades hospitalares foram acolhidos, durante este ano, pela Direcção Provincial do Ministério da Reinserção Social e encontram-se no lar da terceira idade do Lubango. Os idosos que viviam nas ruas da cidade são, na sua maioria, provenientes do município da Jamba, Chibia, Quipungo e do Huambo. Dos dez idosos acolhidos pelo lar, seis foram abandonados no hospital Central do Lubango.

Jovens católicos


Idosos do lar da terceira idade do bairro Capango, arredores do Luena, província do Moxico, receberam bens de primeira necessidade, numa acção de caridade de um grupo de jovens da paróquia Cristo Rei da Nossa Senhora da Assunção.
Dos bens, constaram fuba, arroz, maça, óleo alimentar, sal, sabão e roupa usada. O responsável do grupo, João Baptista, disse que a entrega dos bens faz parte de um programa que a paróquia tem vindo a desenvolver junto das comunidades.
“Estamos no mês de festa e, em função disso, sentimo-nos na obrigação de nos solidarizarmos com os idosos deste lar, porque eles passam muitas dificuldade, de alimentação, vestuário e dormitório”, explicou. O coordenador do lar, José Manuel Muquissa, satisfeito com o gesto dos jovens católicos.

Tempo

Multimédia