Províncias

Aumenta procura nas universidades

Domingos Mucuta | Lubango

O universo de estudantes da Universidade Mandume Ya Ndemofayo, adstrita à VI Região Académica, passou de 872, em 2009, para 10611 este ano lectivo, revelou ontem, na cidade do Lubango, o governador provincial da Huíla.

Dinâmica da expansão do ensino superior faz parte dos Planos Nacional de Desenvolvimento e de Formação de Quadros no país
Fotografia: Dombele Bernardo

Falando na cerimónia de apresentação dos reitores e vice-reitores da Universidade Mandume ya Ndemofayo, João Marcelino Tyipinge informou que o número de professores passou de 98, para 396 docente no mesmo período.
João Marcelino Tyipinge apontou como factor do sucesso a criação de Regiões Académica, a aposta na construção de infra-estruturas e a promoção da política de expansão do ensino superior em curso no país.
Há seis anos a região contava com apenas quatro unidades orgânicas e 13 cursos então dependentes da Universidade Agostinho Neto, referindo que actualmente a realidade é completamente diferentes, com a estatística a apontarem para seis unidades orgânicas públicas e 26 cursos de diferentes especialidades, esclareceu João Marcelino Tyipinge.
Houve uma grande evolução em termos quantitativa,  mas disse que está a meta alcançada deve fazer-se  acompanhada com a qualidade, de modo a se preparar quadros capazes de corresponder com as prioridades de desenvolvimento da região e do país no geral, explicou o governador provincial.
“A dinâmica da expansão do ensino superior a nível nacional evidencia a sua pertinência e a concretização dos Planos Nacional de Desenvolvimento e de Formação de Quadros em Angola”, ressaltou. A Universidade Mandume ya Ndemofayo  completou o primeiro clico de formação e continua a lançar no mercado finalistas nos diversos ramos da formação, com destaque para Direito, Economia, Gestão de Empresas, Medicina e cursos de Engenharia,  integra a rede  das Universidades públicas da XI Região Académica, agora circunscrita às províncias da Huíla e Namibe. Tem como reitor, Orlando da Mata e vice-reitores Manuel Sahando Neto, Pedro Rogério Reis, Sebastião António e José Pedro.

Tempo

Multimédia