Províncias

Aumentam serviços sociais no Quipungo

Arão Martins | Lubango

A construção do novo centro municipal de saúde e de postos médicos nas comunas de Chiconco, Cainda, Hombo e Chicungo, no município de Quipungo, tornou os serviços de assistência médica e medicamentosa   mais inclusivos e abrangentes, disse ontem a administradora municipal de Quipungo.

Novas salas de aula para o ensino secundário em construção para garantir no próximo ano lectivo a inscrição de milhares de alunos
Fotografia: Arimateia Baptista

Cândida Ukali revelou  ao Jornal de Angola que as unidades sanitárias foram construídos com fundos do Programa de Investimentos Públicos (PIP) e do Programa de Combate à Fome e à Pobreza. Nos últimos tempos a assistência sanitária à população do município de Quipungo, estimada em 146.914 habitantes, melhorou significativamente, com a entrada em funcionamento do centro municipal de saúde na sede do município e dos postos de saúde erguidos nas comunas, informou Cândida Ukali.
A maternidade da comuna do Sendi foi ampliada e equipada permitindo, hoje, que as mulheres da região possam ter partos com mais dignidade, segundo a administradora muinicipal, que explicou    que foram adquiridas seis ambulâncias para a evacuação, em segurança, dos casos graves para a cidade do Lubango. A construção da morgue do hospital municipal do Quipungo foi destacada por Cândida Ukali.
Quipungo ganhou uma escola de seis salas de aulas para o ensino secundário, o palácio municipal e a Administração Municipal foram ampliados, enquanto nas comunas do Sendi, Chiconco, Cainda e  Hombo foram abertos furos de água, referiu Cândida Ukali.
O município de Quipungo possui mais de 1.300 docentes para um universo de 47 mil alunos em todos os níveis. A administradora municipal de Quipungo informou, contudo, que o município precisa de mais 990 docentes.
A merenda escolar no município de Quipungo abrange 5.401 alunos, e pretende-se, disse a administradora municipal,  aumentar o número de crianças no sistema de educação. “Foram construídas  escolas de seis salas nas comunas do Chicungo-Eyó, Chikonko-Maputika, Hombo-Chingoli, bem como a construção da repartição escolar”, informou Cândida Ukali que destacou a construção de uma Estação de Tratamento de Água na sede municipal e a instalação de sistema de banda larga da Internet na sede municipal de Quipungo.
Na localidade de Vitengue foi erguida uma ponte sobre o rio Maputica, informou a administradora municipal Cândida Ukali, que acrescentou terem sido reabilitadas duas escolas e construídas uma fábrica de blocos e vinte latrinas na sede municipal, bem como apetrechada uma cozinha comunitária. Com fundos do Programa de Combate à Fome e à Pobreza, a Administração Municipal de Quipungo construiu  um jango comunitário, uma manga de vacinação e abriu uma rádio comunitária. No início do ano foi construído um  mercado municipal com boas condições de acomodação e segurança.
No quadro da parceria público-privada, o município de Quipungo ganhou uma escola com seis salas de aulas, uma biblioteca, construídas e apetrechadas pela BP-Angola, uma empresa de exploração petrolífera.

Tempo

Multimédia