Províncias

Autoridades da Chibia perspectivam ampliação

As autoridades do município da Chibia, 45 quilómetros a Sul do Lubango, na Huíla, estão a desenvolver estratégias conducentes à reabilitação e ampliação do centro hospitalar local, na perspectiva de melhorar o atendimento sanitário das populações locais.

As autoridades do município da Chibia, 45 quilómetros a Sul do Lubango, na Huíla, estão a desenvolver estratégias conducentes à reabilitação e ampliação do centro hospitalar local, na perspectiva de melhorar o atendimento sanitário das populações locais.
Após uma visita de ajuda e controlo efectuada àquela unidade sanitária, a administradora municipal, Otília Noloti Vianney, manifestou à Angop a sua preocupação pelas condições em que funciona o hospital, uma vez que se debate com falta de espaço para albergar todos os serviços.
“Temos, no nosso hospital municipal, os serviços de maternidade, pediatria, Centro de Aconselhamento e Testagem de Sida, vacinação alargada e outros, a funcionarem numa mesma estrutura e de forma apertada, pelo que estamos a pensar em alargar as instalações para o seu melhor funcionamento”, disse.
O projecto já estava em estudo e pretendia-se pô-lo em prática no ano de 2009, no âmbito do Programa de Intervenção Municipal (PIM), mas não foi possível, devido à crise económica e financeira que assolou o mundo, e o país em particular.
Otília Noloti Vianney avançou que mal as verbas referentes ao PIM deste ano sejam cabimentadas, a administração vai desencadear acções tendentes à concretização do projecto que, no seu entender, deve ser realizado o mais rapidamente possível.
Com capacidade para 25 camas, o hospital da Chibia conta com 80 funcionários, entre os quais um médico, 11 técnicos médios, 28 básicos, quatro farmacêuticos, três técnicos de laboratório e 32 administrativos.
Detentor de uma rede sanitária composta por 13 postos de saúde e um centro hospitalar, o município possui uma população estimada em 131.540 habitantes espalhados pelas quatro comunas que o compõem: Capunda Cavilongo, Jau, Quihita e sede.

Tempo

Multimédia