Províncias

Avaria deixa Quipungo sem água potável

Técnicos da repartição municipal de água e energia de Quipungo, província da Huíla, trabalham, desde domingo, para repor o fornecimento normal de água potável à vila sede, interrompido na quarta-feira, devido a uma avaria na central de bombeamento, localizada na represa local.

População está a recorrer aos chafarizes
Fotografia: Jornal de Angola

Técnicos da repartição municipal de água e energia de Quipungo, província da Huíla, trabalham, desde domingo, para repor o fornecimento normal de água potável à vila sede, interrompido na quarta-feira, devido a uma avaria na central de bombeamento, localizada na represa local.
O chefe da repartição dos serviços técnicos da Administração Municipal, José Calucento, disse ontem, à Angop, que a electrobomba está com o radiador avariado, o que fez com que o sistema refrigerador queimasse.
Avançou que os técnicos prometem repor a normalidade em dois dias, para que os mil e 115 consumidores da rede pública voltem a ver jorrar o líquido nas suas torneiras.
Estão afectadas com esta crise 168 residências nos bairros da Mupiava e Catutula, recorrendo actualmente a chafarizes localizados na periferia.
José Calucento apelou aos populares a observarem as normas de prevenção a fim de evitar doenças causadas pelo consumo de água não tratada.
A rede de água canalizada no Quipungo existe desde 2006. A última avaria neste sistema foi em Março último e durou três dias.

Tempo

Multimédia