Províncias

Bairros sociais em Caluquembe

Arão Martins| Caluquembe

As primeiras 20 moradias de um total de 200 previstas para o município de Caluquembe, 190 quilómetros a norte da cidade do Lubango, começaram a ser construídas, anunciou o governador provincial.

No processo de autoconstrução dirigida em curso o Governo Provincial cede o terreno e alguns materiais de construção à população
Fotografia: Arimateia Baptista| Lubango

As primeiras 20 moradias de um total de 200 previstas para o município de Caluquembe, 190 quilómetros a norte da cidade do Lubango, começaram a ser construídas, anunciou o governador provincial. Isaac dos Anjos falava na sede municipal de Caluquembe e esclareceu que para o sucesso do programa de habitação foram já assinados os contratos.
As 200 casas são para a população e quadros do município de Caluquembe. O governador reconheceu que o número de moradias ainda não é suficiente para cobrir todas as necessidades, porque o município de Caluquembe tem uma população de 100 mil habitantes.
As 200 casas vão cobrir as necessidades dos quadros da Administração do Estado: professores, enfermeiros e outros técnicos.
“Mas é importante a colaboração da população na execução do programa de autoconstrução dirigida, porque estão criadas todas as condições para esse efeito”, disse o governador.
O programa de autoconstrução dirigida do Governo Provincial visa garantir a todos uma habitação digna. No quadro deste processo são distribuídos a cada interessado, lotes de de 1.000 metros quadrados.
No processo de autoconstrução dirigida, o Governo Provincial cede o terreno e alguns materiais.
O interessado encarrega-se da construção da sua casa: “temos que ser nós mesmos a construir as nossas casas.
Vamos ajudar a construir, o governo vai dar apoio e o cidadão é que vai construir a sua casa, de forma organizada, com arruamentos e todas as infra-estruturas”, anunciou o governador Isaac dos Anjos.
No município de Caluquembe, Isaac dos Anjos anunciou ainda a reabilitação de um armazém, situado na sede municipal, para guardar produtos do campo.
O Governo Provincial da Huíla também a está a construir armazéns no município de Caconda, com capacidade para armazenar 20 mil toneladas de cereais.
Além da construção dos armazéns, o Governo Provincial está a distribuir máquinas de secar cereais para que o armazenamento dos produtos seja seguro.
A distribuição de tractores para intensificar a produção das actividades do campo, com a distribuição de fertilizantes e instrumentos de trabalho é outra acção em curso.

Antigos combatentes

Os antigos combatentes e veteranos da pátria do município de Caluquembe vão em breve dispor de lotes nas novas urbanizações para a construção de casas. A garantia foi dada pelo governador provincial da Huíla, Isaac, num acto público na vila, que juntou milhares de pessoas do município.

Antigos combatentes

Para o sucesso do projecto, o governador anunciou que vai ser elaborada uma lista dos antigos combatentes das FAPLA e FALA para que todos beneficiem de lotes com mil metros quadrados, onde podem construir as suas casas.
“Deste município, durante a guerra, saíram valorosos combatentes, alguns foram para a UNITA mas são todos de Caluquembe e alguns são filhos da mesma família”, precisou.
No município de Caluquembe, o Governo Provincial tem estado a desenvolver acções de impacto social, com a construção e reabilitação de postos de saúde, escolas e habitações. Um dos grandes ganhos, disse o governador Isaac dos Anjos, foi a reabilitação da Estrada Nacional 120 que passa na sede municipal de Caluquembe e liga as províncias da Huíla e Huambo.
Também foi reabilitada e modernizada a sede da Administração Municipal e a casa do administrador.
Também foi asfaltada a estrada até ao Cusse, município de Caconda e em curso está a em construção de novas sedes das administrações municipais.
Durante a sua permaneça no município de Caluquembe, o governador reuniu com os membros do Conselho de Auscultação e Concertação Social.

Tempo

Multimédia