Províncias

Bairros suburbanos têm mais luz eléctrica

Domingos Mucuta | Lubango

Os bairros periféricos da cidade do Lubango contam, nos próximos dias, com mais energia eléctrica, com a conclusão do projecto de extensão da rede de média e baixa tensão, anunciou ontem o director provincial da Huíla da Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE).

População da cidade do Lubango e arredores é aconselhada a pagar com regularidade o consumo de energia para evitar os cortes
Fotografia: Domingos Mucuta | Lubango

Francisco José Fernando disse que o projecto de expansão da rede de distribuição de média e baixa tensão abrange a fixação de postos de transformação nos arredores do casco urbano, a expansão para os bairros da Tchavola, Mapunda, Candinda, Nambembe, Joaquim Capango e outras zonas onde nunca houve energia e onde a rede é limitada.
Francisco José Fernando sublinhou que os processo abrange igualmente os município da Humpata, Cacula, Cuvango e Matala. Além da rede de média e baixa tensão, acrescentou, a empresa desenvolve trabalhos de extensão da rede de alta tensão, para garantir melhor distribuição dos serviços e satisfazer os consumidores.
O director da ENDE explicou que a expansão da rede eléctrica para as zonas urbanas e suburbanas está a ser acompanhada de campanhas de mobilização de novos clientes e de sensibilização dos mesmos para a cultura de pegar a energia e contribuir para a melhoria da qualidade dos serviços postos à disposição da população.
Francisco José Fernando frisou que a maior preocupação da empresa neste momento é o elevado número de consumidores sem contratos firmados com a ENDE, cuja cifra supera os actuais 64 mil clientes registados. Acrescentou que o elevado número de consumidores dificulta a cobrança dos serviços e o controlo do pagamento.
“Temos os clientes como as residências ou empresas bem identificadas, pelo facto de terem o contrato firmado com a nossa área comercial. Mas, em contrapartida, existem os consumidores de energia que resistem a não regularizar a situação junto dos nossos serviços. Estes estão na ilegalidade”, afirmou Francisco José Fernando, sublinhando que decorre o processo de corte, para desencorajar este comportamento. O director da ENDE na província da Huíla explicou que a capacidade de produção de energia eléctrica dos grupos geradores e da barragem da Matala é de mais de 70 Megawatts, potência suficiente para fornecer o Lubango e arredores. Francisco José Fernando aconselha os consumidores a pagar a energia para evitar cortes no fornecimento.
As campanhas de sensibilização realizadas aos sábados nos bairros do Lubango têm produzido efeitos desejados, sobretudo com o esclarecimentos de dúvidas aos clientes e consumidores, muitos dos quais aproveitam o momento para formalizar contratos com a empresa. Na última campanha realiza nas imediações dos bairros Lalula e Bula Matady, a empresa, na condição de patrocinadora oficial da edição Miss Lubango, levou o grupo de candidatas ao concurso marcado para o dia 31 de Maio, dia da cidade do Cristo Rei.
O presidente do Comité Miss Lubango, Angelo Samessele, enalteceu a estratégia de marketing da nova direcção da Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE), ao juntar o útil ao agradável, colocando a imagem das aspirantes à coroa da mulher mais bela do Lubango para mobilizar os consumidores.

Tempo

Multimédia