Províncias

Caconda aposta no cultivo de soja

Domingos Mucuta | Lubango

Camponeses de Caconda, Huíla, foram incentivados pelas autoridades locais a apostarem no cultivo de soja como forma de contribuírem para a redução da pobreza, disse o director da repartição municipal da Agricultura.

Associações e cooperativas de camponeses receberam também vários instrumentos de trabalho para poderem aumentar a produção
Fotografia: Domingos Mucuta|Lubango

Manuel Daniel afirmou que os agricultores recebem vários incentivos, como alfaias agrícolas, sementes e fertilizantes para a produção de soja em grande escala e que de Abril até agora foram colhidas cerca de mil toneladas.
O município dispõe nesta época agrícola de mais de 30 toneladas de milho, cinco de feijão, charruas, 48 toneladas de amónio, que estão a ser distribuídos a mais de 54 famílias camponesas de 122 associações e cooperativas.
Manuel Daniel referiu que 450 hectares estão prontos para o cultivo nesta campanha agrícola e que os camponeses aguardam com grandes expectativas o início do programa de subordinação central, que prevê a revitalização do pólo de desenvolvimento agrário da comuna do Uaba.
Batata-doce e rena, mandioca, jinguba, hortícolas e frutícolas são os produtos mais cultivados no município da Caconda.
 
Formação profissional


O centro profissional do município de Quilengues, província da Huíla, colocou à disposição do mercado de trabalho 27 jovens, formados em artes e ofícios, nas especialidades de mecânica, construção civil, marcenaria e agricultura. A cerimónia de entrega de diplomas teve lugar no referido centro, situado na povoação da Katala, a 30 quilómetros da sede municipal.
  Os formandos sentem-se regozijados e aconselharam aos demais jovens dos diversos pontos do país a aderirem à formação profissional.
 O projecto é patrocinado 95 por cento pelo grupo Jembas e cinco por cento pela Igreja Evangélica Sinodal de Angola (IESA).
O presidente da empresa Jembas, Etienne Bréchet, disse que esta acção visa dotar os jovens desempregados de conhecimentos diversificados, já que a formação tem uma enorme importância na integração do mercado de trabalho.
No fim da entrega de diplomas, o administrador municipal de Quilengues, Armando Vieira, disse que o projecto de formação vai ao encontro do que está estabelecido no plano de desenvolvimento 2013-2017, lançado pelo Governo.
O município de Quilengues, recorde-se, situa-se a 143 quilómetros a Norte da cidade do Lubango, sede da província da Huíla.

Tempo

Multimédia