Províncias

Camponeses do leste redobram produção

André Amaro | Cuvango

Os camponeses da Huíla, onde tem caído chuva com regularidade, foram incentivados, no Cuvango, pelo secretário provincial do MPLA, a aumentarem a produção agrícola para haver excedentes que acudam às populações dos municípios afectados pela estiagem.

Falta de chuva em várias localidades da província pode afectar as culturas e provocar a escassez de alimentos e de água para o gado
Fotografia: André Amaro |

Os camponeses da Huíla, onde tem caído chuva com regularidade, foram incentivados, no Cuvango, pelo secretário provincial do MPLA, a aumentarem a produção agrícola para haver excedentes que acudam às populações dos municípios afectados pela estiagem.
João Tchipynge afirmou que os habitantes do Cubango, Jamba e Chipindo, onde tem chovido com regularidade, devem aproveitar, ao máximo, a “bênção de Deus” para produzirem alimentos em grandes quantidades.
Desde a segunda quinzena de Dezembro que não chove nos municípios do Lubango, Humpata, Chibia, Gambos, Quipungo, Matala, Cacula, Caconda e Caluquembe, o que tem prejudicado, principalmente, as culturas de milho, massango, massambala e feijão.
Aquele dirigente partidário lembrou que se não chover em breve nas localidades afectadas, as culturas já não são aproveitadas e vai haver falta de alimentos, de água e de pasto e que a fome vai aumentar.
É importante, referiu, que as trocas comerciais funcionem para minimizar a situação, mas para isso é preciso que as populações do leste forneçam milho, massango, massambala e feijão em troca de gado e produtos de outras regiões.
Nas áreas onde há estiagem, sugeriu, devem ser aproveitadas as baixas junto aos rios para produção de cenoura, cebola, alho, couve, repolho e de outros produtos que se desenvolvem com facilidade naquelas circunstâncias. O soba do sector do Indungo prometeu que os habitantes se vão empenhar na mobilização dos camponeses para se aumentar a produção e ajudar as localidades onde a seca devasta as culturas. Nicolau Kassanga sublinhou a importância das autoridades governamentais apoiarem os camponeses com mais sementes, charruas, adubos e com a reabilitação da via de acesso para facilitar o escoamento de produtos.

Tempo

Multimédia