Províncias

Camponeses incentivados a cultivar hortícolas

Domingos Mucuta | Cuvango

O projecto agrícola “Alto Utombe” está a incentivar as famílias de camponeses do Município de Cuvango, na Província da Huíla, a diversificar o cultivo de hortícolas para contornar a insuficiência de alimentos na região, disse o responsável da repartição municipal da Agricultura.

O governador (segundo à direita) visitou o projecto agrícola e prometeu apoio para que se posssa aumentar a produção na região
Fotografia: Domingos Mucuta |Cuvango

Martinho Gregório explicou que o referido projecto, começado em Maio do ano passado, à luz do programa municipal integrado de desenvolvimento e combate à pobreza, abrange 62 famílias de camponeses dos bairros Gombe Zeca e Gombe Linguvu.
O responsável do sector da agricultura explicou que a iniciativa, além de incentivar os camponeses a produzirem e a diversificarem o cultivo de hortícolas, visa estimular o empreendedorismo agrícola, para o combate à pobreza, através do aproveitamento das terras aráveis do Rio Alto Utombe.
O projecto inclui um campo agrícola com condições propícias para a prática da agricultura de regadio, com uma extensão de 110 hectares, 60 dos quais preparados para o cultivo de 15 variedades de hortícolas, como couve, repolho, tomate, cenoura, cebola e alho.
Martinho Gregório acrescentou que cada família dispõe de uma parcela de terra onde cultiva batata-rena, feijão, amendoim, ervilha, beringela, quiabo, pepino, abóbora, soja e gengibre, no sentido de diversificar a dieta alimentar. “O projecto está direccionado às famílias que vivem em zonas ribeirinhas.”
Os camponeses, acrescentou Martinho Gregório, recebem a­poios da Estação de Desenvolvimento Agrícola em instrumentos de trabalho, como alfaias agrícolas, sementes e fertilizantes.
 A presente campanha agrícola no Cuvango vai este ano ser desenvolvida numa área de mais de 350 hectares, destinada à agricultura familiar. Martinho Gregório sublinhou que o incentivo proporcionado aos camponeses tem impacto na vida do município, porque reduziu a compra de hortícolas aos municípios vizinhos.
O soba do Município de Cuvango, António Catindy, louvou o projecto agrícola da área de Alto Utombe, pelo facto de motivar as famílias de camponeses a cultivar produtos diversificados e pediu mais tractores e charruas para mecanizar a actividade.
O governador da Huíla, João Marcelino Tyipinge, visitou o projecto e recebeu explicações sobre a aposta dos camponeses no aumento da produção, no âmbito do programa de combate à pobreza. O governante orientou a Direcção da Agricultora a continuar a apoiar os camponeses, encorajando o aproveitamento do potencial da região e das quedas pluviométricas para o aumento da produção.Na região estão criadas as condições para que os bens do campo sejam escoados para os principais mercados.

Tempo

Multimédia