Províncias

Casas sociais da juventude vão ser entregues este mês

As 92 casas sociais para a juventude, construídas no bairro da Tchavola, arredores da cidade do Lubango, província da Huíla, vão ser entregues este mês ao Governo, informou o encarregado de obras da empreiteira Omatapalo, Eurico Cruz.

As 92 casas sociais para a juventude, construídas no bairro da Tchavola, arredores da cidade do Lubango, província da Huíla, vão ser entregues este mês ao Governo, informou o encarregado de obras da empreiteira Omatapalo, Eurico Cruz.
Em declarações feitas ontem, à Angop, o responsável fez saber que as obras encontram-se a dois por cento da sua conclusão, numa altura em que os técnicos trabalham na sua pintura exterior e construção de fossas sépticas, actividade que, a seu ver, deve estar concluída dentro de uma semana.
Eurico Cruz adiantou que, terminado este processo, a obra estará em condições de ser entregue ao Ministério da Juventude e Desportos (MJD), na qualidade de dono, este que, por sua vez, terá a responsabilidade de as distribuir aos jovens.
Quanto ao mobiliário, explicou que as casas serão apetrechadas por uma empresa contratada pelo MJD e que nos próximos dias começa o processo de montagem dos móveis, assim como a colocação de electrodomésticos.
Iniciadas a 15 de Julho de 2008, as obras de construção do bairro social da juventude, no Lubango, estão orçadas em 2.700.000 dólares, sendo que cada casa comporta três quartos, casa de banho, sala comum, cozinha, quintal e uma área de 600 metros quadrados.
A construção das moradias é financiada pelo Banco de Poupança e Crédito (BPC) e enquadra-se no programa “Angola jovem”, levado a cabo pelo Ministério da Juventude e Desportos.

Novas escolas

Três novas escolas do primeiro nível, com seis salas de aulas, vão ser construídas, a partir de Fevereiro do próximo ano, no município de Caconda, a 236 quilómetros da cidade do Lubango, província da Huíla, no âmbito do Programa de Intervenção Municipal (PIM) de 2010. A informação foi prestada sábado pelo administrador municipal, Adão Sebastião César, realçando que duas vão ser erguidas na sede do município e outra na comuna do Cusse.
Segundo ele, a administração municipal lançou um concurso público para escolher a empreiteira que se vai encarregar de construir as infra-estruturas escolares nestas localidades.
Para além das referidas escolas, o administrador anunciou que uma escola, com cinco salas de aulas, está a ser construída na comuna do Uaba.
Adão César defendeu a necessidade de se reforçar o número de professores, porquanto o município conta apenas com 780 professores do I nível ao ensino médio.
No ano lectivo que finda estiveram inseridos mais de 49 mil alunos no sistema de ensino.
Caconda conta com uma população estimada em 170.444 habitantes e ocupa uma área de 4.715 quilómetros quadrados.

Tempo

Multimédia