Províncias

Centenas de cidadãos com consultas grátis

Um total de quinhentos e setenta e dois cidadãos, menos 1.125 em relação à edição anterior, ocorrida em Maio, foi diagnosticado com diversas doenças, com realce para paludismo e diabetes, durante a realização da quarta edição da "Feira da Boa Vontade", realizada no Lubango, província da Huíla, no fim-de-semana.

Fotografia: DR

A actividade, que teve lugar no jardim da Sé Catedral, foi uma iniciativa da Faculdade de Medicina da Universidade Mandume ya Ndemufayo (UMN), segundo informou a decana da instituição, Ana da Silva Geraldo.
A médica fez saber que foram realizados 130 testes de malária, dez dos quais positivos, 138 consultas de medicina interna, 35 de pediatria, 19 de  dermatologia, 235 de tensão arterial e sete de gineco-obstetrícia. Segundo a responsável, em oito horas por dia, o evento envolveu 14 médicos, cinco dos quais de nacionalidade cubana, 40 estudantes do 1º ao sexto ano e seis voluntários, que prescreveram medicações à base de analgésicos, anti-hipertensivos e antibióticos.
Durante a feira, foi também criada uma área de entrega de donativos, onde foram recolhidos vários produtos alimentares e não só, para serem encaminhados aos beneficiários. Ana da Silva Geraldo considerou positivo o trabalho desenvolvido, a julgar pela adesão de pessoas, assim como do nível de organização e aplicação dos futuros médicos. A decana da Faculdade de Medicina
sublinhou que a actividade foi antecedida pela distribuição de cartilhas através de uma operação stop realizada em todas as artérias da cidade do Lubango, de preservativos e palestras sobre a importância de adesão aos hospitais para se inteirar do estado de saúde.
A Feira da Boa Vontade é uma actividade sob responsabilidade da Faculdade de Medicina da UMN, realizada numa perspectiva multidisciplinar e tem a colaboração dos serviços de saúde da direcção provincial do sector e parceiros.

Tempo

Multimédia