Províncias

Centenas de crianças têm aulas ao relento

João Katombela | Lubango

Um total de 560 alunos do ensino primário no município da Chibia, província da Huíla, estão a assistir às aulas ao ar livre, desde a semana passada, em consequência das chuvas que se abateram sobre o município nos últimos dias. 

As enxurradas estão a causar muitos danos
Fotografia: Jornal de Angola

Um total de 560 alunos do ensino primário no município da Chibia, província da Huíla, estão a assistir às aulas ao ar livre, desde a semana passada, em consequência das chuvas que se abateram sobre o município nos últimos dias.
A precipitação causou o desabamento de três escolas nas localidades de Capunda-Cavilongo, Vango e Ngunga, segundo avançou ao Jornal de Angola o chefe da repartição municipal de educação.Rafael Manuel disse que as autoridades do município têm conhecimento da situação e tudo está a ser feito, no sentido de reparar todos os danos causados pelas calamidades naturais naquele município.
Por outro lado, o sector que dirige leva a cabo um projecto de superação de 20 professores do município, com nível académico inferior à 10ª classe. A formação, que decorre aos fins-de-semana, tem como objectivo munir os docentes de conhecimentos pedagógicos e didácticos, para melhor cumprirem as exigências do processo de ensino-aprendizagem.
Os 1.085 professores existentes no município não satisfazem a necessidade do sector, uma vez que existe no município um universo de 1.700 crianças fora do sistema normal de ensino.
Sem adiantar o número de candidatos, Rafael Manuel adiantou que, para colmatar a lacuna, a administração municipal realizou recentemente um concurso de admissão de novos agentes de ensino. O chefe de repartição de educação acredita que com o concurso ora realizado, poderá ultrapassar-se a gritante falta de professores no seio da população estudantil na municipalidade.

Tempo

Multimédia