Províncias

Centenas de jovens na Huíla formados em artes e ofícios

Arão Martins| Lubango

Mais de cem jovens da cidade do Lubango, na província da Huíla, estão a ser formados no primeiro Pavilhão Ocupacional de Prestação de Serviços, o que vai permitir a sua inserção no mercado de trabalho e promover o auto-emprego.

O curso de mecânica é muito solicitado
Fotografia: Arão Martins|Lubango|EDIÇÕES NOVEMBRO

O responsável do pavilhão, Francisco Chivela, informou que estão a ser ministrados  cursos de mecânica, electricidade e informática. Em Março próximo, adiantou, vão arrancar também os cursos de mecânica auto e de electromecânica, nos quais já estão matriculados mais de 50 jovens.
Francisco Chivela explicou que o pavilhão foi inaugurado em Dezembro, pelo ministro da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social, Pitra Neto, com o objectivo de formar mestres de prestação de serviços, no âmbito do programa de combate ao desemprego. “A procura pela formação profissional tem estado a aumentar consideravelmente na província da Huíla, particularmente nos cursos de informática, construção civil, mecânica auto, electricidade geral, electricidade auto, canalização, cabeleireiro, contabilidade e agronomia”, sublinhou Francisco Chivela, acrescentando que os equipamentos para o asseguramento das aulas práticas estão garantidos.
Segundo Francisco Chivela, para a área de mecânica, o governo adquiriu equipamentos de uma organização italiana, que vão dinamizar a actividade. Acrescentou que a Suíça trabalhou também na segurança e higiene alimentar. “Temos também equipamentos na área de cozinha, informática e construção civil”, garantiu.
O Pavilhão Ocupacional de Prestação de Serviços do Lubango foi construído com fundos do Programa de Investimentos Públicos e tem laboratórios de electromecânica, electricidade, oficina de electromecânica e sala de teoria de electromecânica, oficina de reparação de ar condicionado auto, oficina de mecânica de fluidos, de mecânica auto, recauchutagem, escritório para o responsável e outras áreas.
Os cursos de mecânica, corte e costura, electricidade, informática, contabilidade, serralharia, carpintaria são os mais solicitados pelos jovens na Huíla.
A formação profissional é tutelada pelo Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS), através do Instituto Nacional de Formação Profissional (INEFOP).

Tempo

Multimédia