Províncias

Centros de saúde recebem ambulâncias

Arão Martins|Cuvango

Os centros de saúde dos municípios de Chipindo e Cuvango, na província da Huíla, estão agora melhor servidos, com a entrega de duas ambulâncias às referidas unidades sanitárias, o que vai permitir a transportação de doentes graves para o hospital regional da Matala ou do Lubango.

Os meios vão ajudar no transporte de doentes graves dos municípios para outras cidades
Fotografia: Arão Martins|Cuvango

Os centros de saúde dos municípios de Chipindo e Cuvango, na província da Huíla, estão agora melhor servidos, com a entrega de duas ambulâncias às referidas unidades sanitárias, o que vai permitir a transportação de doentes graves para o hospital regional da Matala ou do Lubango.
Doados pela Fundação GAUFF, as ambulâncias do tipo Unimog foram entregues pelo governador provincial da Huíla, Isaac Maria dos Anjos, aos administradores municipais de Chipindo e Cuvango, Daniel Salupassa e João Hilifilua, respectivamente.
As duas ambulâncias estão equipadas com aparelhos de oxigénios, quatro macas, três aspiradores médicos, bombas de aspiração e outras componentes de primeiros socorros.
O responsável da saúde do Cuvango, Marcelino Alcaide, disse que a ambulância atribuída ao município vai facilitar a transportação de doentes, desde as aldeias ao centro municipal.
O município possui uma extensão territorial de 93.680 quilómetros quadrados e tem cerca de 93.099 habitantes. No passado, a transportação de doentes graves era feita com muita dificuldade. 
O administrador de Chipindo, Daniel Salupassa, reconheceu que os meios constituem uma mais-valia, porquanto o município está situado a 456 quilómetros da cidade do Lubango.
O município, que conta com três comunas, tem cerca de 73.000 habitantes. Na localidade existe apenas um centro de saúde
Daniel Salupassa disse que, no quadro do Programa de Combate à Fome e à Pobreza, a administração municipal adquiriu uma ambulância, pelo que a situação vai melhorar consideravelmente.
Daniel Salupassa considerou estável o sector da saúde e a administração tem estado a adquirir medicamentos, o que está a permitir uma assistência medicamentosa aceitável. As doenças mais frequentes na localidade são a malária, diarreias e respiratórias agudas. O centro de saúde existente é assegurado por 75 enfermeiros.
O governador da provincial da Huíla, Isaac Maria dos Anjos, disse que as ambulâncias entregues devem servir não só as sedes municipais, mas sobretudo as comunas e aldeias.
Afirmou que o governo provincial vai continuar a trabalhar para resolver os problemas das populações, nos domínios da saúde, educação, construção de pontes e vias de acesso, para combate à fome.

Tempo

Multimédia