Províncias

Chibia recebe equipamentos agrícolas

Arão Martins | Chibia

Camponeses singulares e associados em cooperativas das comunas do Jau, Capunda Cavilongo, Quihita e sede municipal da Chibia receberam na sexta-feira quatro tractores com as respectivas alfaias e atrelados, e uma máquina retroescavadora.

Autoridades públicas e membros do clero durante a entrega de equipamentos agrícolas aos camponeses do município da Chibia
Fotografia: Arimateia Baptista |Chibia

Camponeses singulares e associados em cooperativas das comunas do Jau, Capunda Cavilongo, Quihita e sede municipal da Chibia receberam na sexta-feira quatro tractores com as respectivas alfaias e atrelados, e uma máquina retroescavadora.
Os equipamentos, adquiridos no quadro do Programa Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza, foram entregues pelo governador da Huíla, Isaac dos Anjos.
O Centro Municipal de Saúde da Chibia recebeu, também, uma ambulância, enquanto a administração local foi contemplada com duas carrinhas e contentores de lixo.
Falando em nome das associações de camponeses da Chibia, Marco das Dores, sublinhou que o Programa Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza no meio Rural permitiu pôr à disposição dos camponeses importantes meios, que vão ajudar a aumentar a produção agrícola.
Isaac dos Anjos salientou que, com a entrega dos meios, o seu governo está a cumprir o que foi programado para proporcionar o bem-estar às populações.
“Estamos no momento de balanço e de entrega de obras na sequência de vários anos de trabalho que temos levado a cabo nesta província e nesta municipalidade”, disse.
Os meios entregues ao município da Chibia destinam-se ao reforço da capacidade produtiva para a redução da pobreza e a manutenção do meio ambiente, Acrescentou o governador, que pediu às autoridades locais para fazerem o adequado aproveitamento dos mesmos.
A administradora municipal da Chibia, Otília Noloti, sublinhou que os equipamentos entregues vão contribuir para a melhoria da higiene da vila e, consequentemente, reduzir os focos de doenças. “Com os fundos do Programa Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza recebemos os meios que vão suprir as necessidades e preocupações dos munícipes, mormente no que toca à extensão da produção agrícola para melhorar a dieta alimentar, melhorar a saúde e apoiar também a evacuação de doentes graves”, assegurou.
O programa também permitiu adquirir equipamentos para o saneamento básico, com o propósito de reduzir certas doenças no quadro do plano “Não ao lixo na Chibia”.
As apostas da administração municipal da Chibia vão estar sempre viradas para a satisfação das necessidades das populações mais carenciadas, com particular destaque para as do meio rural, acrescentou.

Capunda Cavilongo

O administrador comunal de Capunda Cavilongo, José Muatchipandi, disse que a entrega do tractor à sua comuna levanta o moral dos camponeses, visto que a área dispõe de potencial agrícola, com a existência de 36 associações e seis cooperativas agrícolas.
José Muatchipandi informou que os agricultores e camponeses da comuna prepararam mais de 25 mil hectares na presente campanha agrícola, mas ainda existem áreas aráveis. “Com a entrega do tractor aos camponeses, os níveis de produção vão aumentar, com a inclusão de mais hectares de terras cultiváveis”, assegurou.
No município da Chibia, o governador da Huíla verificou o andamento das obras de reabilitação da via que liga a estrada 105 à Missão da comuna da Quihita, num percurso de seis quilómetros, e o recinto de festas na sede municipal.
Na Missão da Quihita, Isaac dos Anjos visitou o posto médico, que tem uma farmácia, duas enfermarias, uma das quais para mulheres, sala de espera e de aconselhamento.
O padre superior da Missão Católica da Quihita, Tomás Tchinhama, informou que no presente ano lectivo estão matriculados na localidade mais de mil alunos nos dois níveis de ensino (primário e secundário do primeiro ciclo) com seis professores e um total de oito salas.
Do universo de alunos, mais de 30 vivem no internato, onde precisam de pelo menos mais oito novos professores.
O padre confessou ainda a sua satisfação pela reabilitação do troço que liga a Estrada Nacional 105 à sua missão, o que permitiu reduzir o tempo de uma hora que se levava até à localidade, sobretudo no tempo chuvoso.
 “Agora é muito mais fácil chegar à Missão Católica da Quihita”, disse o padre. 

Tempo

Multimédia